A Rússia foi hoje excluída dos Jogos Olímpicos durante quatro anos, devido a questões de doping levadas a cabo com o apoio estatal tornadas públicas há cerca de seis anos, anunciou a Agência Mundial Antidopagem (AMA).

De acordo com um porta-voz da AMA, “a decisão foi tomada por unanimidade”, determina a exclusão da Rússia dos Jogos Olímpicos de Verão Tóquio2020, de Inverno Pequim2022 e de todos os campeonatos do Mundo, e prevê a possibilidade de os atletas competirem sob bandeira neutra.

A decisão, tomada pelo comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos, é passível de recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Recorde-se que o Comité Olímpico russo foi excluído dos Jogos Olímpicos de Inverno Pyeongchang2018, com base num relatório que denunciou um sistema de dopagem alargado com apoio estatal, mas uma equipa russa pode participar, com os seus atletas a competiram sob o signo de “atletas olímpicos da Rússia”.

De referir ainda que o Euro2020 de futebol não vai ser afetado pela sanção. “Não se trata de um ‘evento’ principal e não é um campeonato do Mundo”, justificou uma fonte, que pediu anonimato, em declarações à France Press.

O campeonato da Europa de 2020 vai ser disputado em 12 cidades de outros tantos países, incluindo São Petersburgo: paralelamente, a Rússia também está qualificada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.