O queniano David Rudisha, campeão olímpico de 800 metros, vai ser operado ao tornozelo, na sequência de uma fratura sofrida na semana passada, revelou hoje a assessoria do atleta, que deverá ficar parado de 12 a 16 semanas.

A operação vai ter lugar em Eldoret, no Quénia, e será conduzida pela equipa do cirurgião ortopédico Victor Bargoria.

Rudisha, medalha de ouro nos últimos dois Jogos Olímpicos, tem sido flagelado por lesões desde o Rio2016 e não compete desde julho de 2017.

Quando o regresso parecia mais próximo, o atleta torceu o pé no passado dia 19 de maio, quando estava na sua casa rural em Kilgoris, no Quénia.

Durante uma caminhada, o atleta de 31 anos, tropeçou numa irregularidade do terreno, pensando de início que nada de grave tinha aontecido. Dias depois foi examinado num hospital de Nairobi e foi-lhe diagnosticada a fratura.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.