Os judocas portugueses foram hoje eliminados no Open de Madrid sem atingirem os combates pelas medalhas, com Joana Crisóstomo (-70 kg) a ser a que esteve mais perto de atingir os embates decisivos.

Joana Crisóstomo começou por vencer a jamaicana Ebony Drysdale no primeiro combate e ultrapassou depois a indiana Ranjeeta, acabando por ser derrotada pela porto-riquenha Maria Perez, o que a fez cair para a repescagem.

Ainda com esperança de chegar ao bronze, a judoca lusa acabou por ser derrotada pela suíça Alina Lengweiler e falhou o acesso ao decisivo combate.

Nos -78 kg, Carolina Paiva venceu o primeiro combate, frente à ucraniana Nataliia Chystiakova, mas foi derrotada no combate seguinte com a francesa Chloe Buttigieg.

Já no setor masculino, Manuel Rodrigues ficou isento na primeira ronda dos -81 kg e no seu primeiro combate venceu o israelita Guy Kochav, mas foi batido na luta seguinte frente ao francês Pape Ndiaye, enquanto João Fernando, na mesma categoria, também ficou isento, mas perdeu logo na estreia com o espanhol Javier Olivares.

Nos -90 kg, Anri Egutidze ficou isento na primeira ronda e venceu na estreia o francês Teo Herbier, sendo depois batido pelo austríaco Mario Buchebner.

Já nos -100 kg, Ailton Cardoso e Diogo Brites foram eliminados no primeiro combate pelo checo Matej Silvestr e pelo francês Nicolas Pavlovski, respetivamente.

No sábado, a judoca Joana Diogo conquistou a medalha de prata na categoria de -52 kg, a única para Portugal no Open Madrid.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.