A judoca portuguesa Catarina Costa foi hoje medalha de prata nos Europeus de Sófia, depois de perder na final em -48 kg com a francesa Shirine Boukli, primeira cabeça de série nesta categoria de peso.

Catarina Costa, da Académica de Coimbra e segunda favorita (quarta do 'ranking' mundial), perdeu a 46 segundos do final do combate disputado na Arena Armeets, depois de sofrer uma desvantagem de waza-ari.

A medalha de prata de hoje é a primeira conquista de Catarina Costa em grandes campeonatos, depois de ter sido, sucessivamente, quinta classificada nos Mundiais de 2018, nos Europeus de 2019 e nos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

No combate decisivo, a judoca teve de ser assistida na mão perto do primeiro minuto, e chegou a estar tapada por castigos, com dois ‘shido’, mas Boukli também acabaria por ficar na mesma situação, a 59 segundos do final.

Um contexto que não inibiu a francesa, que poucos segundos depois conseguiu ‘rodar’ a portuguesa, puxando-a ao chão, o suficiente para pontuar para waza-ari, quando o cronómetro se aproximava dos instantes finais.

Para Catarina Costa foi um duro castigo, na pior altura possível, com a judoca a ter muito pouco tempo para beneficiar de uma eventual postura defensiva de Boukli – que lhe poderia valer o terceiro castigo -, ou para projetar.

A competição em Sófia, na 70.ª edição de uns Europeus, deixa, mesmo assim, uma sensação muito positiva para a judoca de Coimbra, que sai da capital búlgara com a sua primeira grande medalha em campeonatos.

Apesar de êxitos em outras provas, Grand Slam ou Grand Prix, Catarina tinha o amargo de ter lutado por medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio2020, no Masters de Doha2021, nos Mundiais de Baku de 2018 ou nos Europeus de 2019, terminando sempre em quinto.

A medalha de hoje, ao primeiro dia de competição em Sófia, é a 39.ª da seleção na competição continental, desde a primeira conquistada em 1994 por Justina Pinheiro, em Gdansk, na Polónia, também na categoria de -48 kg.

Nos atuais Europeus, Portugal ainda terá em ação João Crisóstomo (-73 kg), João Fernando (-81 kg) e Bárbara Timo (-63 kg), no sábado, e Patrícia Sampaio (-78 kg), Anri Egutidze (-81 kg) e Jorge Fonseca (-100 kg), bicampeão mundial, no domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.