As seleções da Espanha e da Holanda venceram hoje os jogos das meias-finais do Mundial feminino de andebol, a decorrer no Japão, e vão discutir o título na final de domingo.

A Espanha, com a portuguesa naturalizada Alexandrina Barbosa em evidência, ao marcar sete golos, assegurou a sua primeira presença numa final, ao derrotar por 28-22 a Noruega, que perseguia a terceira final consecutiva e disputou o jogo decisivo em sete das últimas 11 edições.

A Noruega, que é a seleção com mais medalhas na prova, três de ouro, quatro de prata e três de bronze, ficou afastada da decisão de atribuição do troféu e da sucessão à seleção da França, que terminou o Mundial2019 num modesto 13.º lugar.

Com o triunfo frente à Noruega, a Espanha conquistou o direito a disputar a sua primeira final, depois de na edição de 2011, no Brasil, ter chegado pela primeira vez ao pódio, ao terminar na terceira posição, com um triunfo por 24-18 sobre a Dinamarca.

A Holanda venceu a Rússia, por 33-32, com um golo no derradeiro minuto, e garantiu frente às campeãs olímpicas o seu terceiro pódio consecutivo no Mundial, após o segundo lugar em 2015, na Dinamarca, na final perdida com a Noruega (31-23), e do terceiro em 2017, na Alemanha.

No encontro para a atribuição dos quinto e sexto lugares, Montenegro venceu a Sérvia, por 28-26, e, na partida para definir o sétimo e oitavo postos, a Suécia derrotou a Alemanha, por 35-24.

No domingo, Holanda e Espanha decidem a atribuição do troféu, enquanto as seleções da Rússia e da Noruega disputam a medalha de bronze.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.