O Benfica venceu hoje os austríacos do Fivers por 28-26, na primeira mão da primeira ronda de qualificação da Liga Europeia de andebol, marcando o regresso das modalidades de pavilhão após a pandemia de covid-19.

Jogando a maior parte do segundo tempo com uma vantagem de seis golos, os ‘encarnados’ acabaram por sofrer quatro tentos sem resposta nos últimos cinco minutos, esperançando o Fivers para a segunda mão, que se joga no próximo sábado, na Áustria.

No primeiro jogo após a pandemia de covid-19 ter suspendido e, posteriormente, cancelado as competições em curso na temporada transata, um ritmo não muito elevado pautou o encontro, mas foi suficiente para ver as principais modificações no conjunto da Luz, que trocou de treinador e mudou algumas ‘peças’ do plantel.

Esta época liderados pelo treinador espanhol Chema Rodríguez, que substituiu Carlos Resende no cargo, a formação benfiquista começou a ganhar vantagem a partir dos 11 minutos (5-2), após uns minutos iniciais com poucos golos no ‘deserto’ pavilhão n.º2 da Luz, mas permitiu a recuperação do Fivers, que inclusive esteve na frente aos 18 minutos (6-7).

As ‘águias’ recompuseram-se e não mais deixaram a equipa austríaca almejar a vantagem, graças sobretudo à pontaria do sérvio Petar Djordjic, que, entre muitas mudanças, mantém-se como o principal artilheiro do Benfica, apontando seis golos, seguido da contratação Lazar Kukic, com cinco, os mesmos de Fabian Glatzl e Marin Martinovic, do lado do Fivers.

A segunda parte iniciou-se com vantagem portuguesa por 15-12, com o Benfica a dilatar a diferença até aos seis golos em diversas ocasiões, ajudado pelas muitas defesas do ‘reforço’ espanhol para a baliza Sergey Hernández, que impediu as várias tentativas do Fivers.

Contudo, a cinco minutos do final, a vencer por 28-22, o Benfica começou a relaxar e o Fivers aproveitou, com mérito, para reduzir a desvantagem para dois golos, o que deixa tudo em aberto para a segunda mão, em casa dos austríacos.

Jogo realizado no pavilhão n.º2 do Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica – Fivers, 28-26.

Ao intervalo: 15-12.

Sob a arbitragem de Yann Carmaux e Julien Mursch (França), as equipas alinharam e marcaram:

- Benfica (28): Sergey Hernández, Lazar Kukic (5), Kevynn Nyokas (1), Matic Suholeznik (3), Petar Djordjic (6), Mahamadou Keita (3), Arnau García (2), João Pais (1), Bélone Moreira (2), Paulo Moreno (2), Carlos Martins (3), Ole Rahmel e Francisco Pereira.

Treinador: Chema Rodríguez.

- HB Fivers (26): Wolfgang Filzwieser, David Brandfellner (2), Nikola Stevanovic (3), Markus Kolar (2), Lukas Hutecek (3), Eric Dambock (3), Tobias Wagner (1), Boris Tanic, Fabian Glatzl (5), Marin Martinovic (5), Herbert Jonas, Leander Brenneis, Philipp Gangel (1) e Thomas Seidl (1).

Treinador: Peter Eckl.

Marcha do marcador: 1-1 (05 minutos), 3-2 (10), 6-4 (15), 8-7 (20), 12-9 (25), 15-12 (intervalo), 18-14 (35), 19-14 (40), 22-17 (45), 23-19 (50), 27-22 (55) e 28-26 (final).

Assistência: Jogo disputado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.