O futebolista internacional português Nani ofereceu 50 computadores portáteis ao Agrupamento de Escolas Cardoso Lopes, na Amadora, para serem distribuídos por alunos sem meios tecnológicos e que precisam de garantir o ensino à distância, face à pandemia de COVID-19.

“No âmbito da pandemia da COVID-19, [Nani] tomou a iniciativa de nos oferecer cinquenta computadores portáteis que estão a ser colocados ao serviço dos nossos alunos sem acesso a meios tecnológicos, para garantir o sucesso da medida do Ensino à Distância, a qual visa manter os alunos ligados à escola, promovendo-se a continuidade das aprendizagens, após o seu encerramento ocorrido em 16 de março de 2020”, pode ler-se na carta publicada pelo agrupamento.

O agrupamento realça o “conhecimento” profundo do avançado do Orlando City e ex-aluno pela comunidade, assim como das “dificuldades que lhes estão associadas”.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.356 pessoas das 31.292 confirmadas como infetadas, e há 18.349 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.