Depois da derrota nos Açores, o Sporting não deu espaço para surpresas na Taça de Portugal e pôs fim à campanha sensacional do Leça, com um triunfo tranquilo por 4-0. Os 'leões' não esmagaram, mas fizeram o que lhes competia frente a um adversário que sai de cabeça erguida - o golo de honra não seria descabido. Bruno Tabata destacou-se com um 'bis' e uma assistência, Matheus Nunes e Nuno Santos fizeram o resto. Resta esperar pelo desfecho do Vizela-FC Porto.

Veja o resumo

De regresso ao banco, Rúben Amorim fez sete alterações nos leões e teve de apostar em Ricardo Esgaio no onze perto do apito inicial, face ao desconforto sentido por Pedro Porro durante o aquecimento. O Sporting entrou bem no jogo, encostando a equipa leceira à sua área, e chegou ao golo na primeira situação que criou. Aos 12 minutos, Tabata tirou um adversário do caminho, fez depois uma ‘roleta’ para ultrapassar Henrique e rematou em jeito para o 1-0.

Afastado do seu palco, mas não dos adeptos, o Leça tentou dar réplica com linhas mais adiantadas e ainda viu Miguel Lopes chutar ao lado da baliza de João Virgínia, aos 21', três minutos antes de Ugarte atirar de fora da área à figura de Gustavo Galil.

No entanto, a qualidade individual dos jogadores leoninos voltaria a sobressair no segundo golo: Ugarte aguentou a pressão de dois adversários, libertou em Tabata e este lançou Matheus Nunes (31') que, na área, disparou para o fundo das redes. A vantagem natural do Sporting quase foi ampliada antes do intervalo, mas o remate de Tabata acabou travado por uma intervenção vistosa de Galil.

A segunda parte começou com uma alteração no lado do Leça, com Luís Pinto a lançar em campo Diogo Rosado, antiga promessa da formação do Sporting. Aos 51' Miguel Lopes fez o primeiro remate enquadrado dos leceiros, à figura de João Virgínia. Na resposta, Nuno Santos, já em esforço, falhou o terceiro à boca da baliza.

Os leceiros aproveitaram algum relaxamento do adversário para chegar mais vezes à baliza de João Virgínia (esteve intranquilo no jogo), mas Tabata acabou de vez com as esperanças do conjunto nortenho. Em mais uma grande jogada coletiva dos leões, Matheus Nunes descobriu Esgaio na direita, o lateral cruzou rasteiro para a zona de penálti e Tabata (80'), livre de marcação, só teve de encostar - primeiro 'bis' da carreira. Nuno Santos, de cabeça, selou a goleada já em tempo de compensação.

O Sporting teve a reação que se esperava perante a derrota com o Santa Clara - a primeira da época em competições nacionais -, e vai defrontar FC Porto ou Vizela nas 'meias', que se disputam a duas mãos. Quanto ao Leça, não repetiu a 'gracinha' de eliminar mais uma equipa da I Liga - já tinha afastado Arouca e Gil Vicente - mas conseguiu a proeza de levar um clube do quarto escalão aos quartos de final da Taça 22 anos depois.

O momento

Tabata abre o ativo aos 12 minutos: Sporting e Leça ainda não tinham criado qualquer situação de golo, até que o génio de Tabata começou a decidir a eliminatória para os leões. O brasileiro recebeu um passe de Ricardo Esgaio na direita, tirou Álvaro Milhazes do caminho, rodopiou sobre Henrique e abriu o marcador com um tiro cruzado na direção do poste mais afastado.

O melhor

Tabata: Habitual suplente de Rúben Amorim, o extremo agarrou a oportunidade frente ao Leça e foi o melhor em campo, com dois golos e uma assistência para Matheus Nunes.

O pior

Mudança de palco: Os leceiros tiveram de viajar cerca de 40 quilómetros para jogar a passagem às meias-finais, em Paços de Ferreira, pelo que a festa da Taça não foi a mesma. Pela campanha fantástica que fez nesta competição, o Leça e os seus adeptos mereciam receber o campeão nacional no seu estádio.

Reações

Amorim diz que "se há jogador que levava para qualquer sítio é o Esgaio", Tabata enaltece resposta da equipa

Treinador do Leça lamenta resultado "extremamente pesado", capitão destaca boa réplica frente ao Sporting

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.