Não foi prosa que se viu esta noite em Almada, na partida entre o Benfica e o Cova da Piedade. Foi apenas uma águia 'qb' que ainda assim goleou, levou a vitória no bolso, e seguiu com tranquilidade para a próxima eliminatória da Taça de Portugal.

Leia a crónica da partida

Sem se encontrar num momento exponencial de confiança e regressado de uma paragem prolongada, o Benfica demorou a aquecer motores. Precisou de um quarto de hora para tomar as rédeas da partida. Nos primeiros minutos, até dividiu o jogo, mas partir daí, o Cova da Piedade entregou os pontos, com o golo em cima do intervalo a ser um duro revés para a equipa da casa.

Para partida na margem sul, Lage mudou mais de meia equipa, com destaque para a 'prometida dupla': RDT e Vinicius.

Nos primeiros minutos, os encarnados depararam-se com 'sérias dificuldades' para desmontar a estratégia implementada por Jorge Casquilha. O técnico começou por bloquear o jogo interior do Benfica, com uma linha de cinco, o que impedia o jogo entre linhas da equipa de Bruno Lage. Mas o que é certo é que, no ataque, a equipa piadense pouco incomodou o adversário.  No seu habitual 4-4-2, a circulação do Benfica fazia-se de forma demasiado lenta e previsível, o que facilitava a vida à equipa que milita na Segunda Liga.

Vinicius esteve por duas vezes a 'cheirar' o golo na primeira parte, primeiro numa solicitação de Grimaldo, depois num lance construído por si numa recuperação de bola. O mesmo final nos dois lances, com a bola a alojar-se nas malhas laterais.

Tony Batista também evitou o tento de Pizzi, com o médio português a falhar na cara do guardião do Cova da Piedade. Era o aquecimento tanto para o médio português, como para o avançado brasileiro. Os dois haveriam de se redimir. RDT também tentou dar um ar da sua graça, com um cabeceamento, mas o destino parecia querer 'forçar' o 0-0 ao intervalo. Contudo, Pizzi haveria de trocar as voltas à equipa de Jorge Casquilha, ao inaugurar o marcador em cima do gongo.

A 'bandeira branca' de rendição da equipa de Almada haveria de ser içada a abrir a segunda parte, em novo tento sofrido no bis do médio português.

Casquilha quis inverter o plano, virando o lado tático da sua equipa para um 4-3-3. Resultado? Mais espaço para o Benfica aparecer. A equipa lenta e previsível da primeira parte tinha desaparecido, para dar lugar a um Benfica rápido sobre a bola e com dinâmica suficiente para colocar em calafrios a defensiva da equipa da casa.

Carlos Vinicius haveria de abrir ainda mais a ferida, depois de uma solicitação de Caio Lucas, que ainda sofre um desvio.

Já em cima do apito final, o brasileiro bisou com uma bomba, depois de servido de bandeja por Gedson.

Vitória natural do Benfica, numa partida sem sobressaltos. A exibição ficou no bolso, mas sobrou a eficácia

Momento

Golo de Pizzi ao minuto 49´ - Se o golo em cima do intervalo foi uma 'primeira estaca no peito' do Cova da Piedade, o tento de Pizzi a abrir a segunda parte foi o canto do cisne para a equipa da casa que a partir daí praticamente deitou a toalha ao chão.

Carlos Vinicius

O dianteiro do Benfica só precisa de 47 minutos para marcar. Bisou e marcou o quarto tento ao serviço das águias. Está a atravessar um excelente momento. São já quatro golos em sete participações.

 Pizzi

Voltou a ser importante na manobra da equipa. Falhou excelente oportunidade, mas redimiu-se mais tarde ao apontar os dois primeiros golos, que deram um almofada confortável ao Benfica.

Tony Batista

O guardião do Cova da Piedade tentou adiar como pôde o golo do Benfica. Ainda tentou o 'milagre' ao evitar o tento de Pizzi, e impediu que o resultado chegasse a outros números numa fase mais precoce do encontro. Sem hipótese nos golos sofridos, foi o melhor da sua equipa.

Reações

Bruno Lage: "Tínhamos de trazer seriedade após uma paragem longa"

Jorge Casquilha: "Saímos daqui convictos de que estamos no bom caminho"

André Carvalhas: "O 2-0 matou-nos animicamente."

Pizzi: "Não é fácil jogar contra uma equipa que está sempre fechada"

Momento

Golo de Pizzi ao minuto 49´ - Se o golo em cima do intervalo foi uma 'primeira estaca no peito' do Cova da Piedade, o tento de Pizzi a abrir a segunda parte foi o canto do cisne para a equipa da casa que a partir daí praticamente deitou a toalha ao chão.

Carlos Vinicius

O dianteiro do Benfica só precisa de 47 minutos para marcar. Bisou e marcou o quarto tento ao serviço das águias. Está a atravessar um excelente momento. São já quatro golos em sete participações.

 Pizzi

Voltou a ser importante na manobra da equipa. Falhou excelente oportunidade, mas redimiu-se mais tarde ao apontar os dois primeiros golos, que deram um almofada confortável ao Benfica.

Tony Batista

O guardião do Cova da Piedade tentou adiar como pôde o golo do Benfica. Ainda tentou o 'milagre' ao evitar o golo de Pizzi, e impediu que o resultado chegasse a outros números numa fase mais precoce do encontro. Sem hipótese nos golos sofridos, foi o melhor da sua equipa.

Reações

Bruno Lage: "Tínhamos de trazer seriedade após uma paragem longa"

Jorge Casquilha: "Saímos daqui convictos de que estamos no bom caminho"

André Carvalhas: "O 2-0 matou-nos animicamente."

Pizzi: "Não é fácil jogar contra uma equipa que está sempre fechada"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.