Desobrigado de poupar jogadores e com a necessidade de dar ritmo a outros, Jorge Jesus promoveu apenas quatro alterações na equipa frente ao União da Madeira. Lançou Salin, Bryan Ruiz, Doumbia e Bruno César no onze. Bas Dost e Bruno Fernandes começaram o encontro no banco.

A partida teve um leão com duas faces: No primeiro tempo, uma equipa mais 'pachorrenta' e posicional, com alguma dificuldade em criar lances de perigo e penetrar na defesa insular. No segundo tempo, os leões foram uma equipa sagaz, impetuosa e com fome de golo, fruto também das entradas do Bas Dost e Bruno César.

Doumbia mostrou que é opção válida no ataque, na ausência ou na companhia de Bas Dost. Demonstração de força do leão que mostrou predicados de grande candidato ao título sobretudo através de três importantes factores: entrosamento, solidariedade em campo e vontade de vencer. Doumbia fez o golo com que fechou a primeira parte. No segundo tempo, um Sporting mais acutilante, marcou mais cinco tentos (Mathieu, Doumbia, Gelson, Coates e Iuri Medeiros) e podiam ter sido mais.

Momento: O golo de Mathieu no segundo tempo abriu o 'ketchup' e o caminho para a goleada. O Sporting marcou cinco golos na segunda parte e podia ter marcado ainda mais.

Altos

Doumbia - Quanto é chamado tem dito presente. Na partida frente ao União da Madeira bisou para Jorge Jesus ver.

Gelson - Está a atravessar um excelente momento e beneficia com Podence em campo, já que lhe permite ter mais espaço e fazer o que melhor sabe. Fez o gosto ao pé em Alvalade.

Podence - É um dos desequilibradores do Sporting a par de Gelson. Assistiu Coates para o quinto dos leões.

Bruno Fernandes e Bas Dost - De adormecido na primeira parte, o Sporting passou a ultra ofensivo no segundo tempo. Mérito das entradas de duas das jóias da coroa de Alvalade. O Sporting passou a carburar e não deu qualquer hipótese ao União da Madeira.

José Chastre - O guardião da Madeira foi tentando adiar a goleada com um bom par de intervenções. Não comprometeu e esteve seguro apesar dos seis golos sofridos.

Baixos

União da Madeira - A equipa de Ricardo Chéu não teve argumentos para o Sporting e raramente conseguiu criar perigo. O emblema da segunda liga sentiu o peso de jogar em Alvalade.

Reações

JORGE JESUS: "UNIÃO NÃO CONSEGUIU ACOMPANHAR O ANDAMENTO DO SPORTING"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.