Admirador confesso de José Mourinho, sob as ordens de quem conquistou a Liga dos Campeões em 2009/10, Marco Materazzi recordou, numa conversa no Istagram com o antigo guarda-redes francês Sebastien Frey, seu ex-colega, as épocas em que foi orientado pelo treinador português no Inter de Milão.

"O Mourinho era um escudo, um amigo, um pai e um irmão. Ele zangava-se connosco no balneário, mas sabia os botões que tinha de pressionar para obtermos resultados", lembrou o antigo defesa internacional italiano.

Materazzi não se ficou por aqui nos elogios. "O relacionamento que tínhamos era de confiança e respeito. A consistência era o mais importante e ele era consistente. É difícil suceder a Mourinho, mas o Leonardo foi inteligente nesse aspeto porque limitou-se a copiar o que o Mourinho tinha feito.", explicou o defesa, que representou o Inter durante 10 temporadas, duas das quais às ordens de Mourinho.

Sobre a equipa que, com o 'special one' conquistou em 2009/10 a Liga dos Campeões, o campeonato italiano e a Taça de Itália, Materazzi destacou o elevado nível do plantel. "Tínhamos uma equipa forte naquela época, mas depois ainda chegaram o Lucio, o Samuel Eto’o, o Diego Milito e o Thiago Motta. Éramos 25 jogadores e, independentemente de quem jogasse, a equipa estava sempre ao mesmo nível", referiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.