A Lazio venceu hoje o Cagliari por 2-1, no fecho da 35.ª jornada, e assegurou um dos quatro primeiros lugares da Liga italiana de futebol, que dão acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões 2020/21.

Em Roma, os visitantes adiantaram-se pelo argentino Giovanni Simeone (45 minutos), mas os ‘laziale' deram a volta ao ‘texto' com tentos do sérvio Sergej Milinkovic-Savic (47) e de Ciro Immobile (60), que marcou pela 31.ª vez na prova e isolou-se no topo da lista dos melhores marcadores, com mais um golo do que o português Cristiano Ronaldo (30).

Além de ter ficado a um ponto do terceiro lugar, ocupado pelo Inter de Milão, a Lazio, quarta classificada, assegurou já um dos quatro primeiros lugares da Serie A e, por conseguinte, a presença na fase de grupos da próxima edição da Liga dos Campeões, na qual não participa desde 2007/08.

Os romanos, que vinham de cinco jogos em vencer, acabaram com as ténues esperanças da rival Roma em atingir o ‘top-4', uma vez que deixaram a formação treinada pelo português Paulo Fonseca, quinta classificada, a 11 pontos de distância, com nove por disputar.

Antes, a líder Juventus concedeu a reviravolta da Udinese e perdeu por 2-1, adiando a conquista do nono título seguido.

O central holandês Matthijs de Ligt inaugurou o marcador, aos 42 minutos, com um ‘tiro' de fora da área, só que o conjunto de Udine chegou ao triunfo com golos do macedónio Ilija Nestorovski, aos 52, e do costa-marfinense Seko Fofana, aos 90+2.

Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, a Juventus continua a ter ‘uma mão' no título, somando 80 pontos, mais seis do que a Atalanta, segunda colocada, e mais sete face ao Inter.

Já a Udinese, na 15.ª posição, ficou sete pontos acima da ‘linha de água' e poderá garantir matematicamente a manutenção na próxima jornada, caso vença o Cagliari.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.