A Juventus conquistou, esta segunda-feira, uma vitória sofrida por 2-1 na visita ao Sassuolo, ficando a um só ponto do terceiro lugar, do Nápoles, na 34.ª jornada da Liga italiana de futebol.

Com os napolitanos a conquistar somente um ponto nos últimos nove possíveis, facto que os afastou na corrida pelo título, a Juventus aproveitou para 'colar' no seu adversário, ficando com 66 pontos, a um do rival, com 67.

O AC Milan, que no domingo se impôs, por 2-1, no terreno da Lazio, lidera com 74 pontos, mais dois do que o campeão Inter, que tem menos uma partida.

Os ‘nerazzurri’ bateram no sábado a Roma de José Mourinho, quinta classificada, com 58 pontos, por 3-1, num desafio em que Rui Patrício e Sérgio Oliveira alinharam pelo conjunto da capital transalpina.

Fruto do seu maior ímpeto ofensivo, o Sassuolo adiantou-se naturalmente no marcador, aos 39 minutos, num forte remate de Giacomo Raspadori, descaído na esquerda da área, que entrou entre o guarda-redes e o primeiro poste.

Após recuperação ofensiva, a Juventus empataria em cima do intervalo, aos 45 minutos, com pontapé em arco, com o pé esquerdo, do argentino Paulo Dybala.

O Sassuolo foi quem mais fez por ganhar, jogando quase sempre no meio-campo ofensivo, porém, aos 89 minutos, o suplente Moise Kean, de costas para a baliza, virou-se, entrou na área e rematou entre as pernas do guarda-redes, arrancando três pontos felizes para a ‘vecchia signora’.

Com este êxito, a Juventus praticamente garantiu um lugar na Liga dos Campeões, para os quatro primeiros, já que tem oito pontos de avanço para a Roma, com apenas 12 por disputar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.