Depois de superar uma leucemia, Mihajlovic, treinador do Bologna, contraiu a COVID-19 durante umas férias na Sardenha. Já totalmente recuperado e de regresso aos treinos, o técnico afirmou que, comparado com o que passou com a leucemia, a infeção pelo novo coronavírus foi pouco complicada.

"Depois daquilo por que passei de julho do ano passado a janeiro, seis meses de luta diária contra a leucemia, a entrar e sair do hospital para rondas de quimioterapia e um transplante de medula, a covid foi como beber um copo de água fria", disse em entrevista ao La Gazzetta dello Sport.

Apesar disso, e realçando que se não fosse o teste nunca teria dado conta de estar infetado, Mihajlovic não minimiza o problema realçando que este vírus é mortal.

"Estava totalmente assintomático, se não tivesse feito o teste não teria notado. Isso não significa que a doença não existe, o que é só uma constipação. Os que negam que este vírus é mortal estão a ignorar a realidade e a faltar ao respeito aqueles que morreram, sofreram e perderam entes queridos", afirmou.

Revelando que ficou mais irritado por ter de voltar a ficar em casa enquanto a equipa regressava ao trabalho, Sinisa Mihajlovic afirma já estar de novo em forma e de regresso às suas corridas.

"Os meus testes foram perfeitos, não tive mais cuidados que uma pessoa normal. Sinto-me em grande forma e voltei a correr 10 km por dia, a treinar, a levantar pesos. Vivo normalmente, aproveito cada momento da vida e é isso que tenciono continuar a fazer", realçou.

O facto de ter contraído a doença durante as férias lançou alguma polémica, com alguns a dizerem que o técnico não tinha tido os cuidados necessários, algo que Mihajlovic nega, afirmando que tudo se trata de inveja dos 'haters'.

"Não sei se a minha total recuperação chateia alguém, ou se calhar é mais fácil sentir empatia por alguém que está na cama do hospital e parece frágil. Enzo Ferrari dizia que os italianos perdoavam tudo menos o sucesso. Eu acrescento a felicidade a essa lista, porque há muita maldade, náo só em Itália, mas em todo o lado. Chamam-lhes 'haters' nas redes sociais, mas eu tenho outro nome para eles...", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.