Uma equipa de inspetores vai verificar se os clubes do campeonato italiano estão a cumprir o protocolo de saúde em vigor no regresso aos treinos, informou hoje a Federação Italiana de Futebol (FIGC).

"O grupo verificará se os treinos dos clubes profissionais, de momento individualizados e apenas coletivamente a partir de 18 de maio, é realizado de acordo com o que está previsto no protocolo”, explicou a FIGC, em comunicado.

O anúncio surgiu poucas horas depois de ter sido denunciado pelo Corrierre della Sera que os jogadores da Lazio disputam há vários dias pequenos jogos de três contra três no final das sessões, o que viola os regulamentos.

O clube romano, segundo classificado da Liga, com 62 pontos, a um da líder Juventus, na qual alinha o avançado internacional português Cristiano Ronaldo, ainda não comentou estas denúncias.

Em 04 de maio, todas as equipas foram autorizadas a voltar a trabalhar, mas sob fortes restrições, para limitar ao máximo o risco de contágio, num país que tem 31.106 mortes e 222.104 casos de infeção confirmados.

No mesmo sentido, o dono da Udinese, Gianpaolo Pozzo, disse hoje que “não faz sentido” regressar em breve à competição, considerando que seria melhor “esperar que passe a fase crítica” da pandemia antes de o fazer.

“Teremos cometido um grande erro” caso uma equipa tenha de ficar em quarentena depois de disputar dois ou três jogos devido a testes positivos, justificou o líder da formação que está em 14.º lugar, três pontos acima da zona de despromoção.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede na Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 297 mil mortos e infetou mais de 4,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.