O AC Milan observará hoje um minuto de silêncio e os futebolistas terão fumos negros nas camisolas, em homenagem ao ex-basquetebolista e estrela da NBA Kobe Bryant, que morreu no domingo, aos 41 anos.

O clube, no qual joga Rafael Leão e que contratou Zlatan Ibrahimovic, obteve uma autorização especial para homenagear hoje, no jogo da Taça com o Torino, o antigo basquetebolista, que morreu num acidente de helicóptero, juntamente com mais oito pessoas, entre as quais uma filha, de 13 anos.

Kobe Bryant, cinco vezes campeão na NBA e um dos melhores jogadores da história da competição, era adepto confesso do AC Milan e falava fluentemente italiano, depois de ter vivido no país, onde o seu pai, Joe Bryant, jogou basquetebol.

O clube colocou na segunda-feira no Twitter uma entrevista antiga a Kobe Bryant, quando visitou o centro de treinos e manifestou todo o seu apoio aos ‘rossoneri’.

“Quando era criança, ver Gulliy, Rijkaard, Van Basten e Maldini era um sonho para mim. Sempre foi a minha equipa favorita, em Los Angeles tenho uma camisola e um cachecol no meu cacifo e vejo-os todos os dias”, disse então Kobe Bryant.

O AC Milan recebe hoje o Torino, em jogo dos quartos de final da Taça de Itália, a partir das 19:45.

Na segunda-feira, também o presidente da Federação italiana de basquetebol, Giovanni Petrucci, informou que será respeitado um minuto de silêncio em todos os jogos da semana, em memória da antiga estrela da NBA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.