O Trofense considerou hoje como “imperiosa a implementação do sistema de videoárbitro” na II Liga portuguesa de futebol, na sequência da derrota caseira ante o Feirense (1-0), na segunda-feira, alegando que houve fora de jogo no lance capital.

“O Trofense chegou esta temporada à II Liga e fez um enorme esforço para se adaptar à exigência da competição, concretizando obras necessárias para estar nos campeonatos profissionais. Hoje, há um sentimento de frustração por, no final de 90+4 minutos de futebol, todo o esforço acabar penalizado num lance que definiu o resultado final da partida”, pode ler-se no comunicado emitido pelo clube, referindo-se a um possível fora de jogo do avançado búlgaro Steven que marcou o golo dos ‘fogaceiros’, aos 89 minutos.

Depois de três vitórias consecutivas desde a chegada de Francisco Chaló, o Trofense, no 11.º lugar, com 20 pontos, poderia aproximar-se dos lugares cimeiros e de promoção à I Liga em caso de vitória, mas o triunfo do Feirense fez com que a equipa de Rui Ferreira subisse ao segundo lugar, somando 29 pontos.

“Queremos contribuir para um futebol que potencie o talento, a verdade desportiva, que dê aos jogadores o protagonismo e aos adeptos a paixão pelo jogo. É também por estas razões que temos como imperiosa a implementação do sistema de videoárbitro na II Liga, para que todo o nosso esforço, dedicação e compromisso que temos na valorização do espetáculo não sejam em vão”, finaliza a nota.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.