Sporting B e Leixões empataram este domingo 1-1, em partida da 11.ª jornada, na qual a equipa da casa pecou pelo desperdício e o clube de Matosinhos soube sofrer para levar um ponto.

O início forte dos leões com o tento de Paulinho, aos 11 minutos, deixava no ar que a formação B do Sporting ficaria com os 3 pontos em casa, mas o empate em cima do intervalo, por intermédio de Breitner, aos 45', de penálti, valeu ao Leixões a subida ao terceiro posto da classificação, agora com 20 pontos, enquanto a equipa leonina ultrapassa a Académica e sobe a 10.º, com 15.

A equipa liderada por Luís Martins não vinha do melhor período da época à partida para este jogo, com apenas uma vitória nos últimos sete encontros, algo que, desde cedo, começou a ser contrariado pelos seus atletas em campo.

Paulinho, a referência leonina mais ofensiva, correspondeu da melhor forma a um cruzamento com conta, peso e medida de Jovane Cabral, ao elevar-se sobre os centrais de Matosinhos e a cabecear para o golo, numa altura em que estavam decorridos apenas 11 minutos.

Com quatro mexidas no onze face ao empate (1-1) na Madeira na última jornada, frente ao Nacional, os leões apostaram num sistema de 4x3x3, com Ary Papel, Paulinho e Gelson Dala muito ativos no ataque, dificultando a ação dos defesas leixonenses, que corriam muito para acertar as marcações.

Já o Leixões atravessava uma série de quatro jogos sem perder - o último foi também um empate (0-0) no Estádio do Dragão diante do FC Porto para Taça da Liga -, mas em Alcochete apresentou-se tímido e incapaz de 'furar' o bloco defensivo do Sporting B, sem sequer assustar o guarda-redes Luís Maximiano.

Rafael Barbosa era o jogador em maior evidência no Sporting B, tendo saído dos seus pés a melhor jogada do primeiro tempo, ao desmarcar Jovane Cabral, que saiu lesionado do lance, para assistir Gelson Dala, sem que o angolano tivesse conseguido marcar, quando tinha apenas André Ferreira pela frente.

Já mesmo em cima do minuto 45, o conjunto forasteiro, na primeira vez que chegou com perigo à baliza 'leonina', conseguiu restabelecer o empate, na transformação de uma grande penalidade. Depois de Ricardo Alves ter cabeceado ao poste, Kukula insistiu no lance e só foi parado infantilmente por Ary Papel dentro da grande área. O médio Breitner correspondeu com eficácia da marca do castigo máximo.

A segunda parte trouxe mais equilíbrio, mais disputa a meio-campo, mas também mais faltas, o que acabava por dificultar a construção de jogadas ofensivas das duas equipas.

Contudo, foi o Sporting B a estar sempre mais perto de voltar a comandar a partida, porém os desperdícios de Gelson Dala e Mauro Riquicho, sem oposição, não conseguiram alterar o marcador.

Jogo realizado no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete.

Sporting B - Leixões, 1-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Paulinho, 11 minutos.

1-1, Breitner, de grande penalidade, 45.

Equipas:

Sporting B: Luís Maximiano, Riquicho, Ivanildo Fernandes, Kiki Kouyaté, David Sualehe, Bruno Paz, Rafael Barbosa, Jovane Cabral (Rafael Leão, 30), Ary Papel (Kenedy Có, 80), Paulinho (Pedro Delgado, 58) e Gelson Dala.

(Suplentes: Diogo Sousa, Pedro Delgado, Kenedy Có, Djaló, Ronaldo Tavares, Budag e Rafael Leão).

Treinador: Luís Martins.

Leixões: André Ferreira, Jorge Silva, Jaime, Ricardo Alves, João Lucas, Breitner (Bruno China, 73), Saná (Bruno Lamas, 62), Stephen, Kukula, Derick (Yousouf, 67) e Evandro Brandão.

(Suplentes: Nuno Pereira, Bruno Lamas, Bruno China, Yousouf, Okitokandjo, Huang e Lawrance).

Treinador: João Henriques.

Árbitro: Bruno Rebocho (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Kukula (52), Gelson Dala (84), Bruno Lamas (84), Ricardo Alves (90+1) e Rafael Barbosa (90+3).

Assistência: cerca de 400 espectadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.