O treinador adjunto de Sérgio Conceição, Vítor Bruno, que este domingo orientou a equipa do FC Porto a partir do banco em virtude da suspensão do técnico principal, fez no 'flash interview' que se seguiu à vitória do FC Porto sobre o Portimonense, por 3-1, num jogo em que os 'dragões' estiveram a perder.

"Primeiro de tudo, destacar os três pontos numa vitória que era importante, depois do último encontro com dificuldades em Paços, era importante reagir, depois do Marselha era importante dar continuidade. Não entrámos muito bem, sentimos algumas dificuldades. Mas o único remate enquadrado do Portimonense resulta em golo e empatámos no final da primeira parte. Na segunda parte foi diferente", começou por apontar.

"Nós, treinadores, temos a vantagem de conhecer os jogadores como ninguém e obviamente que o intervalo foi importante para encontrarmos os gatilhos certos para encontrar a melhor versão deles. Com jogos complicados, com equipas que se metem atrás, às vezes é importante arrombar estruturas sólidas como a que estava no outro lado. Falhámos alguns golos na segunda parte, podíamos ter feito mais um ou outro", acrescentou.

O técnico aproveitou também para elogiar a atitude dos seus jogadores. "Temos uma atitude competitiva grande, o FC Porto está habituado a ganhar, já está numa posição algo delicada, os jogadores perceberam a mensagem, perceberam que não é para descolar dos lugares cimeiros, vamos estar na luta para morder os calcanhares a quem está na frente", garantiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.