À partida da equipa do Sporting para os Açores, o presidente dos leões, Frederico Varandas, respondeu as palavras de Pinto da Costa, que afirmou que o líder leonino faria um grande serviço ao Sporting se se dedicasse de novo à medicina e que foi o grande beneficiado do ataque à Academia de Alcochete.

" O presidente do FC Porto responde porque tocámos no ponto fraco, na sua ferida, que são os valores. Valores que o Sporting tem e que ele não tem. O Sr. Pinto da Costa está habituado a ter do outro lado pessoas com telhados de vidro ou com pouca coragem, não é o caso deste Sporting. Sobre o que ele disse, sobre o ataque de Alcochete, é lamentável ver o Sr. Pinto da Costa a colar-se, a defender quem fez aquele ataque. Demonstra muito do que é enquanto homem e a sua índole", começou por dizer Varandas à entrada do Aeroporto Humberto Delgado.

O presidente do Sporting recordou ainda o processo Apito Dourado, afirmando que voltou a ouvir as escutas do processo e que se Portugal fosse um país de primeiro mundo, o presidente do FC Porto nunca seria dirigente do que quer que seja.

"Vi uma entrevista onde lhe é colocada uma questão do Apito Dourado e ele responde a atirar areia para os olhos dos portugueses. (...) Só que há um pormenor, ainda há dois dias estive a ouvir as escutas do apito dourado, o que todos nós ouvimos. O que ouço é o Sr. Pinto da Costa a dizer tudo o que disse e desafio a todos os comentadores e jornalistas a ouvirem novamente aquelas escutas. Gostaria de lhe perguntar o que ele acha daquilo. Porque para mim, se as escutas podiam ser válidas ou não, isso é da justiça, outra coisa é o que nos ouvimos. Num país de primeiro mundo o Sr. Pinto da Costa jamais poderia ser dirigente do que quer que seja", afirmou antes de lançar um duro ataque ao líder dos dragões.

"Pode ter um grande sentido de humor, pode ser uma pessoa culturalmente acima da média, pode ter um currículo cheio de vitórias, mas um bandido será sempre um bandido. No final, um bandido será sempre recordado como um bandido. No dia em que Pinto da Costa se retirar, ou for obrigado a retirar-se, prestará um grande serviço ao futebol português", afirmou.

Frederico Varandas abordou ainda o caso de Vietto, confirmando as propostas pelo jogador, uma proposta que o líder do Sporting disse ser "das arábias".

"Vietto é jogador do Sporting, têm tido um compromisso e um profissionalismo acima da média. É conhecido que o clube tem vindo a tentar contratar o jogador, numa primeira fase o Sporting disse que não. Mas o clube tem vindo a aumentar a proposta pelo jogador, uma verdadeira proposta das arábias e não está a ser fácil para o jogador", concluíu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.