O Sporting somou uma suada vitória sobre o Santa Clara em Alvalade em jogo da 22.ª jornada da I Liga. Os líderes da prova marcaram na primeira parte, deixaram-se empatar já nos dez minutos finais, mas um golo do capitão Sebastian Coates já no período de descontos, quando muitos pensavam que a turma de Rúben Amorim não ia evitar uma 'escorregadela' caseira, garantiu a conquista de mais três pontos.

O triunfo significa também um novo recorde do clube: 22 jogos sem perder num arranque do campeonato.

Açorianos entram sem medo do líder

O Santa Clara entrou apostado em surpreender e conquistou três pontapés de canto nos primeiros cinco minutos de jogo. O Sporting, que contou com Bruno Tabata no lugar de Nuno Santos e Matheus Nunes no lugar do lesionado Pedro Porro como novidades, respondeu e começou a tentar instalar-se no meio campo do conjunto açoriano.

Contudo, os Leões, não conseguiam entrar com perigo na grande área adversária e era o Santa Clara que, em contra-ataque, ia encontrando espaços para criar alguns sobressaltos no setor mais recuado dos anfitrições. As ocasiões de golo, porém, não existiram junto de nenhuma das balizas nos primeiros 20 minutos de jogo.

Leão mortífero não perdoa

Mas, quando essa primeira ocasião de golo surgiu, o Sporting não perdoou. Estavam decorridos 22 minutos de jogo quando, na sequência de uma excelente jogada de entendimento do ataque leonino, Pedro Gonçalves abriu o ativo. Palhinha recuperou uma bola no meio-campo, a bola chega a Tabata que meteu no melhor marcador da I Liga e este, com um remate rasteiro e colocado, de pé direito, abriu o marcador. O Sporting marcada no seu primeiro remate à baliza.

Sporting bate recorde de invencibilidade nas primeiras 22 jornadas da I Liga
Sporting bate recorde de invencibilidade nas primeiras 22 jornadas da I Liga
Ver artigo

Em vantagem, o Sporting ficou mais confortável no jogo. Os jogadores leoninos mostravam a tranquilidade e a segurança que tem sido apanágio da equipa esta temporada a trocar a bola entre si, à espera que o Santa Clara abrisse nova brecha na sua defesa. Os açorianos, por seu lado, tentavam continuar a sair em velocidade para o ataque, mas pareceram acusar um pouco o golo.

O encontro seguiu nesta toada até ao final dos primeiros 45 minutos e, até ao intervalo, não houve registo de mais nenhuma ocasião de golo de parte a parte.

Santa Clara volta a entrar bem

O início da segunda parte pareceu uma repetição dos minutos iniciais do encontro. O Santa Clara voltou a entrar bem e a conquistar vários pontapés de canto consecutivos, mas em nenhum lance conseguiu ameaçar verdadeiramente Adan.

O Sporting, contudo, mostrava agora mais dificuldades em sair para o meio campo contrário com a bola controlada e o domínio do Santa Clara ia-se acentuando. Rúben Amorim viu-se, antes da hora de jogo, obrigado a mexer na equipa, retirando Nuno Mendes para colocar Matheus Reis. O Sporting passava, assim, a atuar sem nenhum dos seus habituais laterais.

Amorim lança Daniel Bragança e Nuno Santos

Apesar de o ímpeto dos açorianos, aos poucos ir desvanecendo, perante a vantagem mínima Rúben Amorim resolveu mexer no ataque. Daniel Bragança e Nuno Santos entraram para os lugares de Tabata e Tiago Tomás e o Sporting passou a jogar sem ponta de lança fixo.

E depressa os homens vindos do banco mexeram com o jogo. Com uma excelente visão de jogo, Bragança virou na esquerda para Matheus Reis e este passou recuado para Nuno Santos, que rematou forte e cruzado, para defesa apertada de Marco, guarda-redes do Santa Clara. Aos 71 minutos o Sporting rematava pela segunda vez à baliza, desta feita, ao contrário da primeira, sem sucesso.

Balde de água fria...e Coates salvador

Não marcou o Sporting, marcou o Santa Clara. Estavam decorridos 84 minutos de jogo quando Rui Costa restabeleceu a igualdade. Cruzamento largo de Jean Patric, Carlos Jr. amortece para Rui Costa finalizar. Está feito o empate!

Rúben Amorim lançou Jovane Cabral e Coates, de cabeça, na sequência de um pontapé de canto, cabeceou centímetros ao lado. Um aviso para o que ainda estava para vir: No terceiro dos quatro minutos de compensação, um cruzamento largo da esquerda chegou a João Mário, que cruzou para a pequena área, onde Coates cabeceou para o fundo das redes. A 'estrelinha' do Leão continuava a brilhar e o Sporting conquistava mais três pontos.

Com o triunfo, o Sporting chega aos 22 jogos sem perder em 22 jornadas e bate o recorde do clube do melhor arranque de sempre no campeonato. Nunca antes os Leões tinham chegado invictos à jornada na I Liga. A turma de Rúben Amorim soma agora 58 pontos, segue firme no topo da tabela e coloca pressão sobre os mais diretos perseguidores.

Quanto ao Santa Clara, mantém os 28 pontos e pode ver-se ultrapassado pelo Moreirense no 7.º lugar.

Veja o resumo do encontro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.