A expulsão de Sérgio Conceição no Bessa foi o tema dominante na conferência de imprensa desta quinta-feira, de antevisão à partida com o Portimonense.

O treinador dos 'dragões' foi expulso após o golo de Hernâni e recebeu ordem de expulsão depois da indicação do mesmo árbitro assistente da Supertaça com o Desportivo das Aves, Ricardo Santos.

"Um outro treinador que não está entre nós mas que anda por aí, Jorge Jesus vivia e vive o jogo da mesma forma e não me lembro de ele ser expulso por festejar um golo de forma efusiva. Não é uma questão de perseguição, mas há coincidências. O fiscal que chamou o árbitro para me expulsar na Supertaça, contra o Aves, foi o mesmo que chamou o árbitro para me expulsar no Bessa...  Não sei se não gosta de mim", disse o treinador portista, já depois de ter abordado de forma mais pormenorizada a sua expulsão no jogo com o Boavista.

O técnico da equipa ‘azul e branca' considerou "inadmissível" o facto de estar a ser dado tanto destaque à sua expulsão, quando, na sua opinião, o jogo negativo do Boavista foi mais grave.

"Foi um dos temas discutidos num dos Fórum da UEFA e foi dito que iam ter que modificar alguma coisa sobre o tempo útil de jogo. Muitos treinadores queixaram-se porque beneficia sempre a equipa teoricamente menos forte", afirmou.

O FC Porto, líder da I Liga, recebe na sexta-feira, no Estádio do Dragão, o Portimonense, que ocupa o 11.º lugar, em jogo relativo à 12.ª jornada do campeonato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.