O SC Braga estava interessado em contratar Guilherme Schettine e afirma que as negociações pelo joador já estavam avançadas. Porém, o clube minhoto desistiu.

Tudo estaria encaminhado para que o avançado brasileiro rumasse à capital minhota, mas o emblema arsenalista revela que um administradores do Santa Clara tinha um “compromisso pessoal para colocar o jogador no SL Benfica” e que temia represálias.

“Perante a ausência de resposta do CD Santa Clara à proposta apresentada pelo SC Braga, o Presidente António Salvador contatou diretamente o Administrador Diogo Boa Alma, que afirmou que não negociaria com o SC Braga por ter um compromisso pessoal para colocar o jogador no SL Benfica e por temer represálias, remetendo para a cláusula de rescisão e assim faltando à palavra dada aos representantes do jogador. A 2 de agosto, e apresentando-se como representante dos interesses do SL Benfica, José Luís Gonçalves (ex-diretor de futebol do CD Aves) entrou em contacto com o empresário do jogador, Javier Rangel, pedindo uma reunião com o presidente do SL Benfica e garantindo que tanto Guilherme Schettine como o seu agente seriam “bem recompensados”, lê-se no comunicado.

O SC Braga refere que este “não é caso único” e que o "futebol português transformou-se num teatro de marionetas".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.