Continua a dar que falar a polémica sobre os preços dos bilhetes para os adeptos do Benfica na deslocação ao terreno do SC Braga, na 4.ª jornada da I liga. Esta sexta-feira, António Salvador explicou os preços pedidos aos benfiquistas são os mesmos que são pedidos aos outros clubes nos jogos na Luz e acusou os 'encarnados' de terem recusado uma permuta de ingressos a 10 euros.

"Primeiro, o Benfica não pode exigir que os outros façam o que eles não fazem na casa deles. Os preços que o SC Braga praticou são os que o Benfica pratica na sua casa", começou por explicar.

"O SC Braga propôs uma permuta de 1.500 bilhetes, cinco por cento da lotação, a 10 euros e o Benfica logo rejeitou essa permuta. Se o Benfica cobrou o preço que cobrou, foi porque assim quis. Porque não foi esse o preço que o SC Braga propôs. Mas esse é um preço que o Benfica pratica na sua casa. O Benfica e os seus dirigentes não podem lançar coisas para o ar sobre os preços porque eles próprios praticam esses preços. O Benfica, independentemente da grande instituição que é, não pode atirar coisas para o ar sobre os preços quando o faz em sua casa. Isso é tudo uma demonstração de vitimização, onde ela não existe", explicou o líder dos arsenalistas aos jornalistas, à margem de um evento de um dos parceiros do clube minhoto.

Outro tema abordado com os jornalistas foi a questão da centralização dos direitos televisivo, um tema que veio à tona durante o Soccerex, que decorre em Lisboa, onde o presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, expressou o seu espanto por Portugal continuar a ser o único país dos principais cmapeonaos europeus onde os direitos de televisão dos jogos do principal campeonato não estão centralizados. Salvador lembra que o assunto é pertinente mas não para agora.

"Nesta fase vai ser muito difícil alterar o que está feito. Isso deveria ter sido uma preocupação de Liga e Governo antes dos contratos que se fizeram recentemente. Neste momento é um assunto que não faz sentido nenhum. É relevante mas não tem pernas para andar neste momento. Há que aguentar, esperar. É mau para Portugal. As equipas portuguesas têm feito autênticos milagres nas competições europeias. Ainda agora o Sp. Braga. Viram as duas equipas que tivemos de defrontar", atirou.

António Salvador falava à margem da apresentação do "Ritual do Guerreiro", uma iniciativa conjunta da Associação Comercial de Braga (ACB), Sporting de Braga e Central de Cervejas (CC) que visa o "reforço da cumplicidade dos bracarenses com o seu clube", como explicou o presidente da ACB, Macedo Barbosa.

Através do consumo dos produtos da CC nos jogos em casa e fora do campeonato, nos 49 estabelecimentos aderentes, os adeptos habilitam-se a prémios, nomeadamente bilhetes para jogos do Sporting de Braga e produtos de merchandising.

António Salvador frisou que a parceria hoje firmada é mais uma no sentido da vontade de uma "aproximação e uma ligação mais forte do clube com a cidade".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.