Continua a novela em torno de Lucas Veríssimo. O presidente do Santos Orlando Rollo deu conta de mais um parecer negativo para a saída de Lucas Veríssimo para o Benfica.

O líder do clube paulista deixou ainda o aviso sobre a possibilidade do jogador poder sair a custo zero: "Em janeiro, o atleta (Lucas Veríssimo) poderá sair de graça em função do acumulado de recebíveis atrasados. Respeito o Conselho Fiscal, mas era uma negociação viável. O Santos correrá vários riscos e eu ficarei de chapéu na mão pedindo outra vez ao [Andrés] Rueda [candidato à presidência]", referiu Rollo num reunião na madrugada de sexta-feira do Conselho Deliberativo.

"Sem esses recebíveis, não há previsão de pagamento de salário aos atletas em dezembro. Os atletas provavelmente sairão em janeiro de graça. A proposta não é a melhor, mas trouxemos uma opção de salvação do clube para o Conselho. Ou seja, o CG está isento de responsabilidade", terá acrescentado Rollo de acordo com o Esporte Interativo.

O presidente do Santos deu conta que o Benfica "melhorou a proposta antecipando uma parcela à vista", na deslocação de Luís Filipe Vieira ao Brasil, adianta ainda que já foram acertados os ordenados com o jogador, assim como o jogador já manifestou vontade em vir para o Benfica e não para o Al-Nassr. "A proposta do Al-Nassr é um pouco melhor mas o atleta não quer ir para o Al-Nassr. O atleta cedeu 5% dos seus direitos numa renovação recente, hoje tem 15%. Era uma forma de colaborar connosco. O jogador está desgastado", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.