Pepa, treinador do V. Guimarães, considera que a equipa terá que fazer uma reflexão profunda depois da derrota frente ao Gil Vicente por 3-2.

"Temos de fazer muito mais. Quando perdemos constantemente os duelos, isto tem de dar uma grande volta. A primeira volta ficou aquém dos objetivos, do que pretendíamos e do que conseguimos fazer. Prefiro agarrar-me às soluções e não aos problemas. A verdade é que tivemos problemas, mas estive sempre positivo na esperança de fazer um grande jogo. Pusemo-nos muito a jeito, muito curtos, muito no pé, procuramos pouco a profundidade e fomos muito passivos. Conseguimos fazer muito mais, é inadmissível perder constantemente primeiras e segundas bolas. Temos de fazer uma reflexão muito profunda sobre o que podemos fazer e não estamos a fazer", disse.

Já Ricardo Soares, timoneiro do Gil Vicente, elogiou a sua equipa depois da vitória frente ao V. Guimarães.

"O meu orgulho é à dimensão da capacidade dos meus jogadores, capacidade técnica, tática e, principalmente, humana. Entrámos muito bem, fizemos golo e podíamos ter feito muitos mais. Disse que ia ser um grande jogo e não me enganei, principalmente da minha equipa. O resultado é completamente enganador. Um pouco inexplicavelmente, e o futebol também é isto, o Vitória fez dois golos, foi muito eficaz, ao contrário de nós, que podíamos ter feito cinco ou seis, sem exagero", referiu.

O Gil Vicente venceu hoje o Vitória de Guimarães por 3-2, em jogo da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e subiu ao quinto lugar do campeonato no final da primeira volta.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.