Noite perfeita de Paulinho na Capital do Móvel. O avançado português fez um hat-trick e assistiu Ricardo Horta para o quatro golo do SC Braga, na goleada ao Paços de Ferreira por 5-1, no jogo que fechou a ronda 31 da I Liga. Galeno fez o outro tento dos arsenalistas, Zé Uilton o tento de honra dos 'castores'. Com a vitória, os minhotos continuam na perseguição ao Sporting, 3.º colocado com mais três pontos. Os 'castores' mantém os 34 pontos, no 13.º posto, pelo que vão continuar a sua luta pela manutenção.

Veja as melhores imagens do jogo.

Já sabendo das vitórias do Sporting, 3.º com 59 pontos, e do Rio Ave, 5.º com 50, o SC Braga sabia que não podia escorregar mais na luta pelo terceiro lugar, sob pena de ficar pressionado pelos vila-condenses.

E melhor entrada não podia ter: ainda não se tinha jogado o primeiro minuto de jogo (58 segundos) e já havia penalti para os minhotos. Pedro Amador centrou para a área, Paulinho envolveu-se com Oleg, o árbitro Carlos Xistra considerou que houve falta do lateral pacense. Paulinho não tremeu e, com toda a calma, enganou Ricardo Ribeiro e fez o 1-0.

O golo deixou o SC Braga mais 'solto' e menos pressionado, a jogar com o resultado e a ver como o Paços de Ferreira reagia. Mas a capacidade técnica e os movimentos dos jogadores arsenalistas iam fazendo a diferença em campo, como se viu aos 11 minutos: Paulinho serviu Fransérgio, o ex-Marítimo lançou logo para Ricardo Horta que entrou na defensiva pacense e atirou para uma grande defesa de Ricardo Ribeiro.

Quatro minutos depois, nova intervenção do guardião pacense, agora a negar o golo a Palhinha em duas ocasiões, no mesmo lance.

Só depois dos 20 minutos os de Pepa reagiram: primeiro por Stephan Eustáquio, num remate já dentro da área para fora, após canto estudado. Aos 24 é Douglas Tanque a tentar o golo da noite, um pontapé de bicicleta que saiu ao lado.

Só que, antes do intervalo, os homens de Artur Jorge iriam deixar o jogo quase resolvido, com dois golos em quatro minutos. O primeiro, numa grande penalidade convertida por Paulinho aos 34 minutos (voltou a enganar Ricardo Ribeiro), depois de Carlos Xistra considerar mão na bola de Marcelo após centro de Trincão. O defesa dos 'castores' tinha o braço ligeiramente aberto mas não tinha como evitar o contacto, já que o cruzamento foi feito muito em cima.

Se estava difícil para o Paços de Ferreira, pior ficou aos 38 quando a equipa errou na saída de bola e, Pedrinho, na tentativa de atrasar ao seu guarda-redes, entregou o esférico a Paulinho. O avançado português contornou Ricardo Ribeiro e rematou para o fundo das redes, fazendo assim o seu hat-trick no jogo, o 17.º na Liga, igualando assim Carlos Vinícius na lista dos melhores marcadores.

No arranque do segundo tempo Pepa fez várias alterações na sua equipa, na tentativa de resgatar a equipa para jogo: fez entrar Hélder Ferreira, Diaby e Marco Baixinho nos postos de Pedrinho, Maracás e Luiz Carlos.

E antes de o técnico dos 'castores'  pensar no que o jogo podia dar dali para a frente, sofreu o quarto golo. Grande jogada de envolvimento atacante, com Fransérgio a descobrir Paulinho com um grande passe. O homem dos golos nessa noite, recebeu, viu bem Ricardo Horta que recebeu e atirou de primeira, fazendo o 4-0, aos 47 minutos. Mais uma grande entrada do SC Braga no jogo.

Só dava Braga e Pepa, mais uma vez, tentou mexer na frente, trocando Douglas Tanque por  Denilson mas a grandes jogadas de perigo moravam na outra baliza. Trincão e Ricardo Horta foram trocando  a bola ao primeiro toque, até que esta chegou a Paulinho, que atirou por cima, aos 56. Aos 59 é Esgaio com um remate forte, por cima, em mais uma grande jogada dos arsenalistas. O resultado dava confiança, as jogadas fluíam com naturalidade.

Já com Abel Ruiz no lugar de Palhinha nos minhotos e Zé Uilton no posto de João Amaral, o Paços de Ferreira vai reduzir pelo último, num lance onde é visível a passividade dos arsenalistas: Oleg centrou, Hélder Ferreira dominou e deixou em Zé Uilton que, perante a passividade de Fransérgio, disparou com pouco ângulo, com a bola a bater nas luvas de Matheus e a 'morrer' dentro das redes. O guardião minhoto podia ter feito mais.

Artur Jorge lançou Galeno, João Novais e Rui Fonte para os dez minutos finais, nos lugares de Trincão, Paulinho e Ricardo Horta. Mas seria o Paços a estar perto do segundo, num remate de Bruno Santos à barra, após canto que Marco Baixinho desviou ao primeiro poste.

Ainda haveria tempo para mais um golo, mas na baliza pacense: nova perda na saída de bola atrás, André Horta a deixar em Rui Fonte que serviu Galeno ao segundo poste para o 5-1, aos 89 minutos .

Com esta vitória, a segunda consecutiva, a equipa bracarense está em quarto lugar, com 56 pontos, a três do Sporting, enquanto o Paços de Ferreira está em 13.º, com 34, mais sete que o Portimonense, primeira equipa em zona de despromoção.

Veja o resumo do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.