Uma grande penalidade convertida por Bruno Fernandes aos 79 minutos deu a vitória ao Sporting frente ao Paços de Ferreira, em jogo da 9.ª jornada da I Liga. Luiz Phellype tinha dado vantagem aos 'leões' aos 11, Douglas Tanque empatou aos 74 mas uma mão na bola de Luiz Carlos na área pacence permitiu ao Sporting vencer e chegar ao 4.º lugar, a cinco pontos do Famalicão, terceiro colocado. O Paços de Ferreira mantém-se no 17.º e penúltimo lugar com cinco pontos.

Veja as melhores imagens do jogo

Nos primeiros 45 minutos o Paços Ferreira tinha feito apenas um remate, e para fora, mesmo estando a perder desde os 11 minutos. Um dado sintomático da forma da equipa pacence, 17.º na tabela à entrada para a 9.ª jornada.

E no relvado via-se essa diferença face a um Sporting em recuperação, desde que Silas foi nomeado treinador dos 'leões'. Para este jogo, que podia valer o 4.º posto, o técnico apostou em Luiz Phellype na frente, com Ristovski a entrar também diretamente no onze, no lugar habitualmente ocupado por Rosier. Apesar de o relvado estar em boas condições, a chuva que caiu durante todo o dia no Norte do país criava dificuldades aos jogadores, com a bola a correr mais do que o previsto nos passes junto a relva, mas também com algumas escorregadelas.

A vantagem alcançada logo ao primeiro remate dava conforto ao Sporting e projetava a equipa de Silas para uma exibição mais tranquila: um golo que nasceu do pé direito de Bruno Fernandes para o mesmo pé de Luiz Phellype: desvio do brasileiro na pequena área, a aproveitar a descoordenação da defensiva pacence, marcando assim à antiga equipa. Por isso não festejou.

Mesmo a perder, a equipa de Pepa continuava a sentir inúmeras dificuldades para chegar junto a área leonina. Quando conseguia sair em ataque rápido, os jogadores abusavam das jogadas individuais, sempre sem sucesso. O Sporting, com mais bola, continuava na procura do segundo golo mas nem sempre de forma clara. Hélder Ferreira e Bruno Santos, com dois cortes providenciais, evitaram nova 'traição' de Luiz Phellype, aos 20 e 23 minutos.

O segundo tempo arranca com a melhor jogada dos da casa em todo o jogo: combinação entre Bruno Santos e Murilo, com o lateral a tirar Mathieu do caminho e a rematar colocado, para enorme defesa de Renan, para canto.

Aos 58 minutos, Pepa tentou mexer com a sua equipa, trocando o médio Diaby pelo avançado Douglas Tanque e lançando Zé Uilton no lugar de Hélder Ferreira. Silas respondeu, trocando o apagado Jesé por Bolasie. Assim que entraram, os dois avançados deram nas vistas: primeiro o do Sporting, com um remate forte a rasar o poste aos 66 minutos. Depois Douglas Tanque aos 68, numa 'bomba' de fora da área que Renan defendeu com os punhos.

Era o melhor período do Paços de Ferreira que, com dois avançados, passou a criar enormes calafrios à defensiva leonina. Uma perda de bola de Eduardo quase dava golo, não fosse a defesa de Renan a remate de Bruno Santos. Acuña quase que fazia penalti no lance, numa entrada fora de tempo. Na sequência do canto, Douglas Tanque subiu mais alto e cabeceou para o fundo da baliza, após saída em falso de Renan Ribeiro, aos 74 minutos.

Mas no lance seguinte, uma asneira de Luiz Carlos, um dos melhores dos 'castores', deitou 'tudo a perder': o médio colocou a mão na bola, num livre de Bruno Fernandes, aos 78 minutos. Rui Costa apitou de pronto, Bruno Fernandes não tremeu e fez o 2-1. Quinto golo do médio na Liga.

Tempo para Silas defender o resultado, trocando o avançado Luiz Phellype pelo lateral Borja e Acuña pelo central Ilori. Pepa apostou tudo na frente, com a entrada do avançado Dadashov no posto de Murillo.

Nos minutos finais, o Paços Ferreira tentou o empate, com o habitual 'chuveirinho' para a área, onde já estava o central André Micael, mas sem sucesso. Destaque para uma defesa apertada de Renan aos 94, para canto.

Com a vitória, o Sporting chega ao 4.º lugar, estando agora a cinco pontos do Famalicão, terceiro colocado. O Paços de Ferreira mantém-se no 17.º e penúltimo lugar com cinco pontos.

Veja o resumo do jogo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.