O relvado do Estádio da Luz está a preocupar responsáveis, equipa técnica e jogadores do Benfica. No final da partida com o Lyon, para a Liga dos Campeões, foram várias as queixas relacionadas com o mau estado do 'tapete'.

"É inadmissível um clube grande como o Benfica ter um relvado destes", afirmou Marcelo, defesa do Lyon, citado pelo jornal A Bola. Por sua vez, Bruno Lage não só apontou que o relvado "não dá confiança à equipa na circulação de bola", como tem "tirado jogadores" ao grupo.

O treinador dos 'encarnados' referia-se, por exemplo, à lesão de Chiquinho, no jogo com o FC Porto, a 24 de agosto. O jogador contraiu uma desincerção do tendão médio do adutor esquerdo, que terá sido agravada pelo deslizamento do apoio dos pés.

Mas não só. O jornal Record lembra que o terreno de jogo da Luz já fez outras vítimas. Jhonder Cádiz (entorse no joelho) e David Tavares (lesão na região posterior da coxa direita) foram os primeiros a ficar fora das contas, logo no primeiro jogo de pré-temporada, frente ao Anderlecht.

A mesma publicação indica que o relvado precisa de solidificar, depois de ter sido afetado pelas ondas de calor de final de verão. Os dois concertos do cantor Ed Sheeran e o encontro de testemunhas de Jeová, em junho último, obrigaram à substituição do 'tapete', mas a verdade é que o terreno não tem cumprido tanto quanto o desejado, levando os jogadores a escorregar e a bola a saltar em demasia.

Segundo o jornal A Bola, está prevista nova intervenção em novembro para tentar recuperar a relva, aproveitando a paragem para os compromissos internacionais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.