José Manuel Capristano, antigo dirigente do Benfica, classifica como "humilhante" a derrota caseira dos encarnados frente ao FC Porto no passado sábado e referente à 3.ª jornada da I Liga.

Sem retirar "a confiança em Bruno Lage", Capristano acredita que Sérgio Conceição "montou uma estratégia magnífica" e que o melhor jogador das águias foi Odysseas Vlachodimos.

"Fraquíssima exibição do Benfica. Como é que é possível passar-se do 80 para o oito? Não sei explicar. Não me lembro de ver o Benfica perder de uma forma tão justa. O FC Porto ganhou muito bem e jogou muito bem. Não há elemento que não seja o guarda-redes que eu consiga destacar no Benfica. E repare, uma equipa que joga em casa e que perde 0-2 e o melhor jogador é o guarda-redes... Está definido o jogo que foi", começou por dizer o antigo dirigente do Benfica, em declarações à Rádio Renascença.

"O Sérgio Conceição montou uma estratégia magnífica. Não está nada perdido, mas foi um balde de água fria para milhões de benfiquistas. A forma como o Benfica perdeu com o FC Porto é que foi... Não digo humilhante, porque não gosto da palavra. Mas foi quase. Foi uma derrota estrondosa", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.