Luís Neto encontra-se a recuperar da fratura na grelha costal com pneumotorax que sofreu na partida frente ao Moreirense após choque com Maximiano, guardião 'leonino'.

Na primeira vez que falou sobre a lesão, em declarações à Sporting TV, o internacional português afirmou que percebeu logo que algo não estava bem.

"(...) Uma situação normal, a tentar bloquear o remate, estou completamente sem ideia de prevenção do braço para proteger-me. Nem vi o Max a sair da baliza, que fez muito bem, atenção. Às vezes fica nervoso, mas eu não estou chateado, mas sim, a pancada foi forte. Fiquei logo com falta de ar e senti, em algum momento, o olho meio a revirar, uma dor extrema", afirmou.

O jogador, que salientou a rapidez no auxilio médico dado pelo Sporting e pelo Hospital de Santa Maria, em Lisboa, revelou tambem que soube, assim que chocou com o colega de equipa, que não iria conseguir continuar na partida.

"Tinha a certeza que não conseguia continuar, quando recebi a pancada. (...) Estava com bloqueio a respirar, assustou-me. Nunca tinha passado por uma coisa idêntica. Dores que não quero voltar a ter", declarou o Luís Neto que deixou ainda uma palavra de agradecimento à equipa pelo apoio demonstrado, em especial ao capitão Bruno Fernandes.

"Quero agradecer todo o carinho que demonstraram. (...) O gesto do Bruno Fernandes foi algo que não estava à espera. Na televisão nem deu para ver, tive de puxar para trás. Foram gestos fortes e que me fazem sentir que tudo vale a pena", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.