Na conferência de imprensa após a partida frente ao Marítimo, Bruno Lage não quis embandeirar em arco depois do hat-trick de Carlos Vinícius, não comentando as eventuais críticas dos adeptos aos outros avançados do Benfica.

"Se estão insatisfeitos com o rendimento...o que é mais importante é que todos oferecem coisas diferentes. A cada momento escolhemos o melhor. Podemos utilizar, Jota, Rafa e Chiquinho. Temos que manter o equilíbrio. O futebol é o momento. Quando não jogamos bem, somos castigados. De três em três em dias, os jogadores vão a tribunal para ser julgados. Apoiar durante o jogo, para no final não sermos julgados."

Bruno Lage comentou também a substituição de André Almeida por Tomás Tavares.

"Sentiu uma pequena dor, ficou ultrapassado. Entendemos trocar para não haver problemas."

O técnico confirmou que o novo relvado passou no teste e teceu ainda rasgados elogios a Pizzi. "Esta equipa merecia um bom relvado. A bola rola com outra facilidade, vocês puderam ver. Isso é fundamental. Os jogadores sentem-se seguros. O estado físico...o relvados tirou-nos dois jogadores, Chiquinho e Rafa."

"Não devemos ficar constrangidos por pensar no que é o melhor para a equipa. Como? Em treino ou em jogo. Pizzi? 250 jogos e um jogador muito importante para a nossa equipa."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.