Declarações de Júlio Velázquez, treinador do Vitória de Setúbal, na zona de entrevistas rápidas à Sport TV, após perder com o FC Porto.

Motivos para a goleada: "Não entrámos bem no jogo. Temos estado numa situação muito boa e numa dinâmica muito boa, mas hoje não fomos o que costumámos ser, nem com bola ou sem bola. Para ganharmos pontos, temos de ser consistentes e hoje não o fomos. Não jogamos bem em nenhum sentido".

Já falou com os jogadores? "Nunca falo com os jogadores depois do jogo quer ganhe 10-0 ou perca 10-0. H avia dúvidas se havia uma lesão com um jogador ou não. Há que levantar a cabeça. Estamos a fazer uma época muito boa, estamos com uma boa dinâmica. Jogos assim acontecessem, temos de aprender".

Central Piris a defesa direito: "Os treinadores têm de tomar decisões e foi isso que fiz. Quando sai bem tudo bem és o Maradona, quando perdes é o contrário. É assim o futebol. Pirri jogou fora de posição em Tondela, ganhámos 0-3. Pretendia ter mais bola e uma base de três jogadores com mais bola e estarmos mais estáveis a defender e para quando não tivéssemos bola, mas tudo perde sentido quando não consegues colocar isto em prática".

O FC Porto somou, este sábado, a sétima vitória fora de casa, ao golear por 4-0 na visita ao Vitória de Setúbal, na 19.ª jornada da I Liga de futebol, e voltou a estar a sete pontos do líder Benfica.

Os golos de Corona (39 minutos), Alex Telles (44), Soares (48) e Luis Díaz (90+1) garantiram os três pontos aos ‘dragões’, que venceram pelo segundo jogo consecutivo no campeonato e mantiveram os sete pontos de diferença para o primeiro classificado, o Benfica, que na sexta-feira triunfou em casa frente ao Belenenses SAD (3-2). Com a derrota frente ao segundo posicionado da I Liga, que soma 47 pontos, o Vitória de Setúbal é agora oitavo, com 25 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.