Depois das primeiras palavras como treinador do Benfica, Jorge Jesus respondeu às perguntas dos jornalistas.

"Não vamos jogar o dobro vamos jogar o triplo", foi algumas das primeiras palavras fortes do técnico amadorense.

Quando saiu deixou um Ferrari e agora?

"Foi um nome que eu coloquei pela qualidade que o Benfica tinha. O mais importante é colocarem-me perguntas do presente e do futuro. O passado é o museu. Aquilo que foi a confirmação do meu trabalho no Benfica. O que importa é o presente e o futuro."

É possível conciliar a aposta na formação?

"Todos os clubes têm que apostar porque são vendedores. O Benfica teve o João Félix, que poucos jogadores tiveram esse privilégio, de ser vendidos por esse clube. O futebol português é vendedor. Se vendes os melhores não consegues ser os melhores. O Benfica vai ter uma politica que teve comigo, formação e ir à procura de jogadores fora de Portugal.

O que o fez vir para o Benfica?

"Não foi fácil, só um clube é que me podia fazer regressar. Só o presidente é que me conseguiu fazer voltar. É um desafio difícil. Para sair de onde saí tinha, Foi o presidente que veio ao Brasil para me convencer."

Que palavra é que define esse novo ciclo, estava no paraíso onde está?

"Vou tentar conquistar o paraíso e é isso que compete à equipa técnica. Estamos convictos que temos capacidade para fazer um grupo, uma equipa muito forte. Não vim para o Benfica, como li nalguns jornais que venho para fazer um revolução. Vou mudar conceitos e vou mudar ideias, com a estrutura que está cá. Vou tentar que possamos fazer uma equipa muito forte para que no fim do ano eu posso voltar ao paraíso. Acho que sou muito mais treinador do que quando saí do Benfica. Lembro-me que quando saí do Benfica, eu disse que a linguagem do futebol em Portugal tem que mudar. E quem tem que dominar essa linguagem vai ser o Benfica".

Se ganhar um título europeu vai convencer os benfiquistas que não aceitam o seu regresso?

"O que eu posso prometer é trabalho. Eu não estou a chegar ao Benfica como cheguei há 10 anos. Hoje no mundo eu sou muito conhecido. Agradeço a quem? Benfica. Agradeço a quem? Ao Flamengo. Quero voltar a dar alegrias aos adeptos. Em função desse depoimento, tenho que convencer os adeptos...Quando cheguei ao outro lado, ninguém acreditava, é que eu vou tentar."

Novo técnico do Flamengo?

"Desejo as maiores felicidades ao novo treinador do Flamengo."

Pode prometer algum título?

"O primeiro objetivo é o campeonato nacional. Depois o objetivo passa por recuperar o prestígio internacional."

Treinador de futebol acima de tudo

Eu sou treinador de futebol e não sou treinador de nenhuma equipa. Mas em todas as equipas em trabalho com amor e paixão e morro pelas equipas em que eu trabalho"

Que jogadores pode prometer?

Ainda não sabemos qual é o elenco. Mas temos consciência até onde podemos ir. Mas com os jogadores que cá estão e com outros vamos arrasar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.