O central brasileiro Jardel falou este domingo aos jornalistas, durante a sessão de autógrafos na loja da Adidas, em Nova Iorque, e admitiu que receber o carinho dos adeptos nos EUA é especial.

"É um momento muito especial. É muito bom sentir o calor dos adeptos nos EUA, só demonstra a grandeza do Benfica", começou por dizer o defesa brasileiro, em declarações reproduzidas pelo jornal Record, revelando que é "com muita alegria" que recebe o carinho dos adeptos e diz ser "muito gratificante".

Sobre a integração dos novos elementos, o capitão dos encarnados sublinhou que tem sido bastante positiva, destacando Caio Lucas e Raúl De Tomás.

"Ajudamos ao máximo os jogadores que chegam para que entendam também a grandeza do Benfica. Tentamos fazer com que se adaptem o mais rápido possível. Está a acontecer, temos conversado bastante. Tenho falado muito com o Caio, o Raúl de Tomás fala mais com os que falam espanhol, mas estão a integrar-se bem... à equipa e ao grupo", frisou o brasileiro.

O defesa, de 33 anos, chegou ao jogo com os mexicanos do Chivas com um olho negro, algo que desvalorizou, dizendo ser "a sua marca".

"Estas minhas marcas já são normais, todos os anos acontece alguma coisa. Mas é normal. Ainda mais na minha posição há muito contacto e estamos sujeitos, acabou por acontecer no jogo-treino. Mas a pré-época está a ser dura, mas com muita qualidade. Está a ser muito proveitosa a pré-temporada", finalizou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.