Gabriel afirma-se disponível para representar a seleção das Quinas. Os avós paternos do médio de 26 anos do Benfica, nascido no Rio de Janeiro, são portugueses e o jogador, citado pelo jornal 'A Bola', vê com bons olhos essa possibilidade.

"Sempre fui ligado a Portugal pelo facto de os meus avós por parte do meu pai serem portugueses e, por isso, tenho um carinho especial pelo país", afirma o centrocampista na edição desta sexta-feira daquele jornal.

Na mesma publicação, Gabriel reconhece que jogar pela atual campeã europeia seria um grande passo na sua carreira. "Jogar pela Seleção Nacional seria algo muito grande na minha carreira e, se isso vier a acontecer, significará que o meu trabalho no Benfica está a ser bem feito", afirma o antigo jogador do Leganés.

Caso Fernando Santos decida mesmo chamar Gabriel, o médio tornar-se-á no sétimo jogador nascido no Brasil a representar a equipa das Quinas, depois de Lúcio, Celso, Deco, Pepe, Liedson e Dyego Sousa. Recentemente, falou-se também da possibilidade de outro brasileiro - Tiquinho Soares, avançado do FC Porto - vir também a alinhar por Portugal, depois de concluir o seu processo de naturalização, que já se encontra em andamento.

Gabriel chegou ao Benfica no início da época de 2018/19 por um valor a rondar os 9,5 milhões de euros. Desde então, o jogador disputou 55 jogos pelas 'águias' no conjunto de todas as competições, tendo apontado dois golos. Tem contrato até 2024.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.