O defesa central Ferro falou esta terça-feira sobre o início dos trabalhos de preparação da nova temporada e acabou por ser questionado sobre a saída de João Félix para o Atlético de Madrid.

O jogador formado no Seixal assumiu-se como titular no eixo da defesa do Benfica na última época, com a entrada do treinador Bruno Lage e num momento em que o setor mais recuado tinha alguns problemas de lesões e castigos de outros jogadores.

O central, de 22 anos, acabou, num dérbi com o Sporting, na Luz, por entrar para o lugar de Jardel, lesionado, e ganhou o lugar ao lado de Rúben Dias.

Para a época 2019/20, em que o Benfica arranca com as insígnias de campeão, Ferro diz que se mantém a “ambição”, mas também esclareceu que todas as equipas da I Liga partem na mesma posição.

Svilar admite: "Não é fácil ser suplente, mas sou jovem e tenho tempo"
Svilar admite: "Não é fácil ser suplente, mas sou jovem e tenho tempo"
Ver artigo

"Temos a mesma ambição. Quero ajudar o Benfica a conquistar os seus objetivos. Para mim, não muda nada: continuo a trabalhar como até aqui e quero ajudar a conquistar tudo. Entramos como campeões. Temos um título a defender mas começamos todos do zero", começou por dizer Ferro sobre as expectativas para a próxima época.

"Trabalhamos todos para o mesmo, consolidar um lugar no Benfica. As decisões recaem sobre o mister e claro que o sonho é chegar à Seleção", acrescentou Ferro sobre a luta pela titularidade.

O defesa lembrou que há reforços que chegam para ajudar e que apenas o tempo poderá dizer se a equipa está mais forte.

"Há reforços que nos vêm ajudar, sem dúvida alguma, mas ainda estamos numa fase muito prematura para dizer se estamos mais fortes ou não. Estamos a trabalhar bem, com muita intensidade, e assim vamos continuar", frisou Ferro sobre as primeiras impressões do grupo.

O central disse ainda que todo o grupo ficou muito contente por João Félix alcançar os seus objetivos e o orgulhoso pelos valores envolvidos, mas afastou o cenário de uma maior fragilidade do Benfica com a saída do avançado.

"Fico contente por ele porque é um objetivo que ele conseguiu e, para nós, é um motivo de orgulho, ainda por cima pelos valores que foram. Desejo-lhe toda a sorte do mundo. E nós estamos cá para trabalhar pelo Benfica. [Benfica fica fragilizado?] Antes de Félix havia outros e de certeza que vai haver quem o substitua", sentenciou Ferro.

O Benfica iniciou a pré-época em 01 de julho e na quarta-feira terá o primeiro teste, frente ao Anderlecht, no Estádio da Luz, às 20:30, antes de, no sábado, defrontar a Académica, em Coimbra.

Em 15 de julho, a equipa viaja para a digressão nos Estados Unidos, onde competirá na International Champions Cup, defrontando os mexicanos do Chivas, em 20 de julho (21:00 em Lisboa), em Santa Clara, a Fiorentina, em 24 (01:00 de 25 de julho em Lisboa), em Harrison, e o AC Milan, em 28 (20:00 em Lisboa), em Foxborough.

O arranque oficial da época acontecerá em 04 de agosto, no Estádio Algarve, na Supertaça portuguesa, diante do Sporting, vencedor da Taça de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.