O FC Porto enviou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) os resultados consolidados da temporada 2019/2020 no qual apresenta um prejuízo de 116 milhões de euros.

"As anómalas circunstâncias em que se desenvolveu a temporada 2019/2020 vieram a provocar um resultado líquido fortemente negativo, mas que está de acordo com o orçamento aprovado em Assembleia Geral, ajustado dos impactos financeiros provocados pela pandemia Covid-19", pode ler-se no comunicado enviado pelos dragões.

O clube aponta a "não participação do FC Porto na edição 2019/2020 da UEFA Champions League", o "adiamento do mercado de transferência para período após o encerramento das competições desportivas" e a redução das receitas de transmissão televisiva e das receitas de bilheteira e do negócio corporativo como os aspetos adversos para os resultados. Além disso, o FC Porto menciona ainda a "redução das receitas de merchandising e das obtidas com as visitas ao Museu e ao Estádio do Dragão" e o "registo de imparidades relativas ao Valor do Plantel, em virtude de vendas dos direitos desportivos que geraram menos valias."

Assim sendo, o FC Porto apresenta um "resultado líquido consolidado negativo de 116.160m€, sendo 115.940m€ atribuíveis aos detentores de capital próprio da empresa mãe."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.