O Diretivo Ultras XXI acusou hoje a direção do Sporting de “uma clara tentativa de camuflar a crise vivida”, face à rescisão de protocolos com este Grupo Organizado de Adeptos (GOA), sentindo-se o “bode expiatório ideal”.

A par da claque Juventude Leonina, o Diretivo manifestou-se igualmente através da página oficial do Facebook, no dia seguinte ao anúncio da rescisão “com efeitos imediatos” dos protocolos que celebraram em 31 de julho, com o Sporting.

“Num momento em que tudo serve para afastar do espaço mediático as merecidas críticas, e a contestação a uma gestão danosa dos destinos do Clube e da SAD, não deixamos de registar e lamentar o ‘timing’ escolhido para a publicação do referido comunicado, numa clara tentativa de camuflar a crise vivida”, escreveu a claque naquela rede social.

No comunicado, a claque dos ‘leões’ acrescentou que essa “camuflagem” vai de encontro à precoce e “vergonhosa” eliminação dos 'leões' na terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol (0-2 na casa do Alverca, do terceiro escalão), lamentando que se continue a fazer das claques “o bode expiratório ideal”.

O Diretivo sublinha ainda o “apoio incondicional” à equipa de futebol e às restantes modalidades, também expressado pela Juve Leo, independentemente da “suspensão ou cessação de quaisquer apoios”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.