Com 12 rondas em disputa no campeonato, a equipa de Guimarães é sétima classificada, com 31 pontos, menos cinco do que o Rio Ave, atualmente no quinto lugar, o último que deve garantir o acesso às provas europeias em 2020/21.

Perante esse cenário, o técnico vitoriano reconheceu que os seus jogadores têm necessidade de vencer no domingo os beirões, até para darem sequência ao triunfo da ronda anterior, sobre o Desportivo das Aves (2-0).

"Podemos considerar que ainda há muito para jogar, mas que também há cada vez menos pontos para conquistar. É fundamental não nos atrasarmos mais no nosso objetivo na tabela. O grande objetivo do jogo é ganhar, respeitando o adversário e sabendo da valia do mesmo", disse, na conferência de antevisão ao encontro agendado para as 20:00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

O treinador, de 44 anos, frisou até que os vimaranenses estão "aquém do objetivo" no campeonato, à semelhança de todas as equipas em prova, com exceção do Benfica - lidera o campeonato, com 57 pontos -, mas disse que recusa alterar a forma de jogar da equipa apenas em função dos resultados.

"Não vou mudar aquilo que eu penso para o futebol. Para mim, é fundamental jogar bem e ganhar. Quando não se joga tão bem, é importante ganhar, mas sempre que puder associar uma coisa à outra, farei tudo para isso. Só com qualidade, podemos acrescentar algo mais ao resultado", disse.

Quanto ao jogo de domingo, Ivo Vieira lembrou que o Tondela, apesar do 14.º lugar, é "fortíssimo fora de casa" - somou 17 dos 24 pontos nessa condição -, e que os seus jogadores vão ter de ser "intensos", mas também "pacientes" para arrecadarem os três pontos.

"Temos de ser pacientes, mas também intensos na procura da baliza do adversário. Temos de ser uma equipa equilibrada no processo defensivo. Ser paciente não quer dizer que sejamos passivos ou lentos. Temos de ter uma concentração altíssima e de ser muito rápidos a executar e a tomar decisões", explicou.

O treinador reconheceu ainda que a equipa está a passar por uma "fase de adaptação" na forma como joga, sobretudo no início da construção ofensiva, após a saída de Tapsoba - central com oito golos em 32 partidas até janeiro -, para os alemães do Bayer Leverkusen, por 18 milhões de euros, no ‘mercado de inverno'.

Questionado ainda sobre a eliminação de todas as equipas lusas que ainda competiam na Liga Europa - Benfica, FC Porto (precisamente frente ao Bayer), Sporting de Braga e Sporting -, Ivo Vieira frisou que "não é bom para o futebol português", apesar de consumada a subida ao sexto lugar do ‘ranking' da UEFA, por troca com a Rússia.

O Vitória de Guimarães, sétimo classificado da I Liga, com 31 pontos, recebe no domingo o Tondela, 14.º, com 24, em partida da 23.ª jornada, agendada para as 20:00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.