A realizar a sua quinta temporada no Sporting, onde chegou em 2015, proveniente do Sunderland, inicialmente por empréstimo, Sebastián Coates atingiu na passada terça-feira, na receção ao V.Setúbal, a marca dos 200 jogos de leão ao peito.

Em entrevista ao jornal do clube de Alvalade, reproduzida pelos canais digitais do Sporting, o defesa central uruguaio de 29 anos mostrou-se orgulhoso do feito.

"É um orgulho jogar num clube tão importante no mundo do futebol. Atingir esta marca faz-me sentir orgulhoso do meu trabalho e dos meus colegas, que ao longo destes 200 jogos estiveram ao meu lado", começa por dizer Coates.

O uruguaio afirma também que, atingida a marca dos 200 jogos, espera agora chegar aos 250. "Pessoalmente, quero sempre mais e, quem sabe, atingir a marca dos 250 encontros. Veremos se poderei continuar nesta senda, o que para mim seria importante", sublinhou.

Coates é, agora, um dos jogadores mais experientes do plantel leonino. "Nunca mudei a minha forma de fazer as coisas, mas agora temos jogadores muitos novos. Quando comecei, havia sempre jogadores que me marcavam o caminho. Agora cabe-me a mim fazer isso", vincou o central.

Sobre esses jovens, lembra que terão de trabalhar todos os dias para serem bem sucedidos, mas reconhece neles um talento inegável. "Apesar de terem muita qualidade, ainda têm muito para crescer. Estão a fazer os primeiros jogos e as coisas têm corrido muito bem, por exemplo ao Eduardo Quaresma, assim como a toda a equipa. Vivem-se coisas muito boas [no futebol], mas também muito más e isso é bom para crescerem. Espero que continuem a trabalhar como têm feito até agora", referiu Coates.

O defesa-central abordou ainda os tempos que a equipa leva já às ordens de Rúben Amorim e a forma de jogar implementada pelo novo técnico. "Já tinha jogado com três defesas-centrais e conhecia a táctica. Ainda assim, mais do que jogar com quatro ou três defesas, sinto-me bem a jogar. Depois disso, é o mister que decide de que forma e onde posso jogar. Mas acho que a equipa tem-se sentido bem, temos ideias muito claras e isso percebe-se dentro do campo. O míster já mexeu na equipa e não se notou grande diferença, o que demonstra a qualidade do plantel. Talvez antes não tenhamos conseguido os resultados que queríamos, mas, pouco a pouco, estamos a evoluir e esperamos continuar assim, não só esta época, mas também na próxima", termina Coates.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.