A Associação de Jornalistas de Desporto (CNID) reagiu esta terça-feira as declarações de Jorge Jesus na flash interview à Sport TV após a vitória do Benfica sobre o Marítimo.

De recordar que depois de ser questionado sobre a qualidade de jogo pela jornalista do canal desportivo, o técnico não concordou com a análise afirmando "Não tenho a mesma opinião que você. Também é natural, porque você não sabe o que é muita qualidade sobre futebol, mas pronto".

As declarações deram que falar nas redes sociais, já tendo chegado a imprensa brasileira, com Jorge Jesus a ser acusado de machismo.

Hoje o CNID considerou a resposta do técnico do Benfica "absolutamente inadequada e indigna de um dos treinadores portugueses com mais títulos".

"O CNID repudia da forma mais veemente o comportamento de Jorge Jesus. O respeito que Jorge Jesus pediu ao adversário do campo não o teve ele por alguém que fazia o seu trabalho de forma irrepreensivelmente profissional", lê-se no comunicado.

A Associação realça que "o facto de se tratar de uma Jornalista deve ser encarado com a normalidade do séc. XXI", recordando que uma árbitra vai apitar um jogo da Champions já amanhã.

"amanhã mesmo, pela primeira vez, uma senhora vai arbitrar um jogo da Liga dos Campeões depois de já ter arbitrado a Supertaça Europeia masculina. Felizmente há muito que o futebol e o Jornalismo não são coutadas de nenhum género, tendo todos que ter as portas abertas em qualquer desporto. E a influência feminina deve ser particularmente bem acolhida pelo mundo do futebol.", concluem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.