Casillas realizou um direto no Instagram com a Adidas Espanha e, naturalmente, falou do período de confinamento a que tem estado sujeito no Porto em virtude da pandemia COVID-19, admitindo que por vezes tudo isto o faz sentir-se mentalmente fatigado.

"Há dias em que estás mais esgotado mentalmente, por serem sempre parecidos, e tentas que haja alguma mudança. Vejo séries, filmes, faço exercícios, vou à janela ver a paisagem. não nos podemos ir abaixo, temos de nos manter lúcidos". Estou a habituar-me a estar em casa, pois sempre gostei mais de estar fora, do ar. Aqui permitem que dês um passeio com os teus animais, não é como em Espanha", ressalvou.

Sobre o que espera fazer quando a normalidade regressar, Casillas revela-se ansioso por poder voltar a desfrutar de alguns prazeres. "Quando tudo passar quero respirar, estar perto do mar, beber um bom vinho, beber uma cerveja -- sem álcool -- com umas tapas de queijo ou presunto. Ver o mar tranquilamente", revelou.

O guardião do FC Porto falhou ainda sobre quem considera ser o melhor guarda-redes do momento, não se tendo mostrado capaz de escolher entre três nomes. "É difícil, há muitos e bons. Mas foi dizer o Ter Stegen, o Oblak e o Courtois", disse, antes de citar o nome de Unai Simón, do Atlético Bilbau, como . um jovem guarda-redes que pode aparecer em grande.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.