A I Liga regressa no próximo dia 3 de junho, debaixo de fortes medidas de segurança e de higiene devido à pandemia de COVID-19, que obrigou a competição a parar no passado dia 12 de março. 87 dias desde a última vez que a bola rolou, os jogadores regressam aos relvados, mas vão encontrar bancadas despidas. Isto porque todos os jogos serão realizados à porta fechada, até ao final da prova esta época.

Este artigo pertence ao Especial Regresso da I Liga. Veja mais artigos

O SAPO Desporto foi à procura dos grandes adeptos dos clubes da Primeira Liga que agora se vêem privados de apoiar o clube do seu coração ao vivo nos respetivos estádios, de forma a saber como estão a planear viver os restantes nove jogos que os seus emblemas têm em falta.

Bruno Santos, líder da claque Nação Barcelense 06, do Gil Vicente, não vai poder ocupar o seu lugar cativo no Estádio Cidade de Barcelos, como habitualmente o fazia, explicando que vai tentar " dinamizar as redes sociais e quem sabe fazer um vídeo" para apoiar a formação gilista.

SAPO Desporto - Concorda com o regresso da I Liga ou o campeonato já deveria ter sido suspenso?

Bruno Santos - Eu acho que deve ter acabado. Não tem jeito nenhum.

SD - Não podendo ir ao estádio, de que é que vai sentir mais falta?

BS - De ver os jogos no estádio. O futebol sem adeptos não é nada, mais valia ter acabado tudo.

SD - Tem alguma tradição ou ritual para ver a bola que agora não possa fazer?

BS - Ainda estamos a tentar perceber qual é a melhor forma de apoiar a equipa por fora. Vamos tentar dinamizar as redes sociais e quem sabe fazer um vídeo.

SD - No próximo ano, com esta situação, concorda que a lotação dos estádios possa ficar condicionada?

BS - Deviam reduzir a capacidade do estádio para metade e as presenças deviam ser intercaladas.

Veja mais artigos do Especial Regresso da Primeira Liga

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.