Más notícias para Bruno Lage: o departamento médico do Benfica fez uma reavaliação à lesão de Rafa e o caso é mais grave do que parecia. O extremo sofreu uma uma desinserção do tendão médio adutor, à esquerda, durante o Benfica-Lyon, da 3.ª jornada do Grupo G da Liga dos Campeões.

Esta é a mesma lesão que Chiquinho sofreu frente ao FC Porto na Luz, na 3.ª jornada da I Liga. O médio tinha como previsão voltar aos relvados só em 2020 mas a rápida recuperação poderá leva-lo a antecipar o regresso.

O Benfica não fala no tempo de paragem do extremo mas sendo a lesão igual ao do ex-médio do Moreirense, Rafa deverá ficar afastado dos relvados durante quatro meses, no mínimo. Se se confirmar este cenário, o extremo só deverá voltar em fevereiro de 2020.

Rafa voltou à competição na quarta-feira, depois de ter estado afastado face a uma tendinopatia no adutor, mas saiu lesionado à passagem do minuto 20, após ter apontado o primeiro golo da vitória (2-1) do Benfica, aos quatro.

Antes de sair, Rafa apontou o primeiro golo do Benfica na vitória por 2-1 sobre o Lyon, na 3.ª jornada da Liga dos Campeões. O extremo tinha voltado à competição na quarta-feira, depois de ter estado afastado face a uma tendinopatia no adutor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.