O Benfica recebeu e venceu na noite desta segunda-feira o Belenenses SAD, por 2-0, no Estádio da Luz, em jogo a contar para a 5ª jornada do campeonato nacional. Seferovic e Darwin Nuñez apontaram os golos da quinta vitória encarnada no quinto jogo da temporada para a I Liga.

O Benfica entrou no jogo com muita garra e rapidamente chegou ao primeiro golo. Logo aos seis minutos de jogo, Everton cruzou para o segundo poste, onde Seferovic à vontade cabeceou nas costas de Ruben Lima e fez o primeiro golo do encontro.

Em dois minutos, o Benfica voltou a ameaçar a baliza de André Moreira por duas vezes. Primeiro, aos nove minutos, Everton tentou colocar a bola fora do alcance do guarda-redes, mas André Moreira cortou com o pé esquerdo. Já aos dez minutos, na sequência de um canto batido por Grimaldo, Seferovic nas alturas desviou e a bola saiu com perigo, mas para fora.

Aos 13 minutos, os encarnados tinham então marcado um golo e criado outras duas oportunidades de perigo. No entanto, a partir dessa altura, o jogo no Estádio da Luz entrou numa fase mais calma, embora o Benfica continuasse a comandar a partida, inquestionavelmente.

Depois de uma entrada com o pé direito, o Benfica foi adormecendo, enquanto o Belenenses SAD ia, aos poucos, despertando para o encontro. Aos 25 minutos, Everton serviu Darwin, mas o jovem uruguaio cabeceou à figura de André Moreira. Dez minutos depois, surgiu o primeiro remate de perigo dos azuis do Jamor, quando um remate de Miguel Cardoso de fora da área, forte e colocado, saiu para fora.

Pouco depois, Varela apareceu sozinho na cara de Odysseas e atirou para o fundo da baliza encarnada. Mas, o lance foi invalidado por fora-de-jogo, confirmado pelo VAR. Apesar do despertar do Belenenses SAD, as equipas recolheram aos balneários com o Benfica em vantagem, graças ao golo madrugador de Seferovic.

Depois do regresso ao relvado, Everton voltou a estar envolvido em duas oportunidades de golo no espaço de dois minutos. Primeiro, aos 51 minutos, um corte de Tomás Ribeiro afastou o cruzamento de Everton. No minuto seguinte, Gilberto levantou para a área e o compatriota brasileiro tentou o cabeceamento, mas atirou ao lado.

Aos 53 minutos foram os azuis do Jamor a ameaçar o golo. Um passe de Tomás Ribeiro desmarcou Miguel Cardoso, este atirou à baliza encarnada, mas valeu o guardião do Benfica. Aos 65 minutos, Darwin atirou para o fundo da baliza de André Moreira mas o lance foi anulado por Rui Costa por fora-de-jogo, decisão confirmada pelo VAR.

Já aos 70 minutos, Grimaldo saiu lesionado e de maca depois um lance com Miguel Cardoso. A saída de lateral espanhol foi colmatada pela entrada de Nuno Tavares. Poucos minutos depois, os encarnados chegaram ao segundo golo por Darwin Nuñez. A assistência foi de Waldschmidt, que Darwin aproveitou para fugir à defesa adversária, tirar André Moreira da frente e atirar para o fundo das redes vazias. O golo foi alvo de VAR, mas desta vez o uruguaio estava em posição legal.

Aos 85 minutos, Afonso Sousa recebeu depois de uma recuperação de bola e tentou o remate, mas este saiu ao lado da baliza de Vlachodimos. Ainda antes do apito final, Gilberto obrigou André Moreira a afastar com uma palmada o cruzamento, mas a bola já tinha ultrapassado a linha de fundo.

Com este resultado, que carimba a quinta vitória em cinco jogos do campeonato nacional, o Benfica consolida a liderança com 15 pontos, mais cinco que o FC Porto e que o Sporting (que joga esta quarta-feira a partida atrasada da 1ª jornada com o Gil Vicente).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.