Esta quarta-feira, o Benfica revelou que o resultado líquido da Benfica SAD ascendeu a 41,7 milhões de euros no exercício de 2019/20, uma subida homóloga de 48,7%, no melhor ano de rendimentos de sempre, marcado pela venda ‘milionária’ de João Félix. Já esta quinta-feira, o 'Mundo Deportivo' analisou o Relatório e Contas dos encarnados e chegou à conclusão que o Atlético de Madrid tem 'alimentado' os cofres do clube da Luz.

O jornal espanhol recorda que os colchoneros já 'deram' mais de 200 milhões de euros ao Benfica por transferências como as de João Félix, Jan Oblak, Nico Gaitán, Simão Sabrosa, Roberto, Hugo Leal. Assim sendo, o Benfica é o clube que mais dinheiro tem recebeu por parte do Atlético de Madrid.

Os espanhóis lembram ainda que o ano passado foi o segundo melhor ano de sempre do Benfica a nível financeiro, muito graças à transferência de João Félix, que trocou os encarnados pelo Atlético de Madrid a troco de 126 milhões de euros - a contratação mais cara do Atlético de Madrid, a transferência mais alta da história do futebol português e uma das mais caras do mundo.

O 'Mundo Deportivo' esclarece ainda que os resultados do Benfica seriam bem maiores caso não tivesse existido uma pandemia, tal como foi referido por Domingos Soares de Oliveira, diretor-executivo da SAD do Benfica. "Relativamente à componente muito mais económico-financeira, temos basicamente impacto em todas as vertentes – menos bilhética, como eu disse, porque não fizemos jogos com bilhética. Apontamos, nestas contas, para que o impacto total da covid-19 no exercício 2019/20 seja ligeiramente superior a 12 milhões de euros. Sem covid-19, teríamos tido receitas provavelmente – só da SAD – a ultrapassar os 300 milhões de euros", afirmou o dirigente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.