O Sporting visita o Estádio do Bessa esta terça-feira, onde vai enfrentar o Boavista, a partir das 21h15, em jogo referente à 15ª jornada do campeonato nacional de futebol.

Os leões chegam a este encontro com o moral em cima depois da conquista da Taça da Liga, no passado sábado, frente ao Sporting de Braga. Além disso, a formação leonina lidera o campeonato com 36 pontos e pode ganhar uma vantagem de seis sobre o rival Benfica (empatou 1-1 com o Nacional), o próximo adversário na prova. Um triunfo permite repor os quatro pontos para o FC Porto, após o triunfo dos azuis e brancos em Faro.

Por seu lado, o Boavista recebe o líder da competição no último lugar da tabela com apenas onze pontos - uma vitória (com o Benfica), oito empates e cinco derrotas. Na última ronda, os axadrezados perderam por 3-1 na visita ao terreno do Tondela.

Histórico de confrontos

Boavista e Sporting já se enfrentaram 126 vezes na sua história. Os leões levam uma clara vantagem com 62 vitórias, enquanto os axadrezados venceram 28 desses encontros. As restantes 36 partidas terminaram com um empate no marcador.

Olhando apenas para os encontros disputados no reduto do Boavista, é possível perceber que a equipa portuense já recebeu o Sporting em 61 ocasiões - 57 para o campeonato e quatro para a Taça de Portugal. E, aqui, o caso muda de figura.

O Boavista soma 25 vitórias contra o clube leonino (41%), 22 empates (36%) e 14 derrotas (23%). No entanto, há muito tempo que os axadrezados não conseguem superar os leões no Bessa.

A última derrota do Sporting no terreno do Boavista aconteceu na temporada 2007/2008. Na altura, sob o comando técnico de Jaime Pacheco, os axadrezados venceram o Sporting de Paulo Bento, por 2-0, com golos de Marcelão e Jorge Ribeiro.

Desde essa altura, o Boavista já perdeu quatro vezes em casa com o Sporting, além de ter somado dois empates. Assim sendo, e apesar de uma vantagem axadrezada no total dos jogos em casa, a verdade é que há muito tempo que o Boavista não se impõe em casa frente ao Sporting.

Forma das equipas

O Boavista sabe que terá muitas dores de cabeça no seu setor defensivo para receber os atuais líderes da classificação da I Liga. É que com Devenish e Chidozie, os dois centrais habitualmente titulares, a cumprirem castigo depois de terem sido expulsos ainda na primeira meia hora do encontro da jornada 14 com o Tondela, Jesualdo Ferreira vai ter de improvisar para constituir o eixo da sua defesa.

Depois de um avultado investimento no plantel, os axadrezados estão pressionados a conquistarem pontos para saírem da difícil situação em que se encontram.

Por seu lado, Rúben Amorim só não pode contar com Tabata, que testou positivo à COVID-19, nem com Pedro Gonçalves, que foi expulso na final da Taça da Liga frente ao Sporting de Braga. O Sporting vai tentar manter o estatuto de única equipa sem derrotas na Primeira Liga, onde soma 11 vitórias e três empates em 14 jogos.

Na Liga, o Sporting vem de um empate em casa com o Rio Ave. Um empate que surgiu após a eliminação da formação leonina da Taça de Portugal frente ao Marítimo, a primeira e única equipa a ganhar o Sporting em Portugal esta época.

O que dizem os treinadores

Na antevisão deste que já foi um clássico do futebol português, Jesualdo Ferreira chamou a atenção para a urgência do Boavista em dar a volta aos maus resultados.

"É um bom desafio para nós. Tudo o que pudermos fazer de bom só reverterá a nosso favor. É o tal jogo em que não vou falar de ganhar, perder ou empatar. Vou falar em competir e isso é estar à altura do nome e da história do Boavista e do adversário", projetou o técnico, em declarações publicadas nas redes sociais dos portuenses.

Os 'axadrezados' nunca mais venceram desde o triunfo na receção ao Benfica (3-0), o único obtido nesta edição do campeonato, em 02 de novembro de 2020, e convivem com um ciclo de três empates e duas derrotas sob alçada do sucessor de Vasco Seabra.

"Tudo isso vai acumulando desgaste psicológico. Esta situação é nova para mim e para todos os jogadores. Não acredito que algum deles tenha passado por uma situação tão difícil como está a viver. É muito mais uma questão individual que se passa aqui e há que levantá-la, buscando o nosso objetivo de somar mais pontos e confiança", apontou.

Já Rúben Amorim abordou a situação do adversário, que  não poderá contar com a habitual dupla de centrais, expulsos no último duelo com o Tondela.

"Em relação aos centrais, poderá jogar o Javi García. É um jogador com muita experiência, com muitos jogos. E poderá jogar o Rami, campeão do Mundo. Não será por aí. Podemos olhar para o Boavista com respeito, o professor Jesualdo Ferreira será certamente a pessoa que mais sabe sobre 4x3x3. Tem laterais muito ofensivos, não vão ter as mesmas responsabilidades que tiveram no jogo com o Tondela. Temos de estar preparados para isso. Há dois dias estávamos a celebrar uma Taça e agora temos de voltar ao campeonato. Vamos ter um confronto com o Benfica ainda nesta semana e podemos perder a liderança. Temos de estar preparados. No futebol é assim, tudo pode mudar de um momento para o outro", atirou.

O Sporting chega a este jogo com alguns atletas em risco de exclusão para o dérbi com o Benfica caso vejam amarelo mas Rúben Amorim não se mostra muito preocupado.

"Obviamente que não vou dizer nada aos nossos jogadores, este é o jogo mais importante. Fiz isso contra o Belenenses, com o Palhinha, e ele andou o jogo todo com os braços abertos e a culpa foi minha. Disse-lhe para não entrar como entra a todas as bolas. Não vou fazer isso. Temos provado que temos mais jogadores. O Inácio deu uma excelente resposta. Estão todos preparados para substituir quem falhe o jogo com o Benfica", completou.

O Boavista-Sporting, da 15.ª jornada da I Liga, está marcado para às 21h15 desta terça-feira poderá ser acompanhado, como sempre, no SAPO Desporto, com fotos e vídeos dos principais lances. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.