O Sporting reforçou este sábado a liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense por 2-1, graças a um ‘bis’ de Pedro Gonçalves, em encontro da oitava jornada.

Em Alvalade, um autogolo de Luís Neto, logo aos três minutos, deu vantagem aos forasteiros, mas o melhor marcador do campeonato, agora com nove tentos, selou a reviravolta, aos oito, a meias com Fábio Pacheco, e aos 75.

Na classificação, os comandados de Rúben Amorim, que só perderam dois pontos, na receção ao FC Porto (2-2), totalizam 22, contra 16 dos ‘dragões’, vencedores no reduto do Santa Clara por 1-0, e 15 de Sporting de Braga e Benfica, que têm menos um jogo.

As equipas

Onze do Sporting: Adán, Neto, Coates e Feddal; Porro, Nuno Mendes, Palhinha e João Mário; Pedro Gonçalves, Nuno Santos e Sporar.

Onze Moreirense: Pasinato; D' Alberto, Rosic, Pacheco, Pires, André Luís, Steven Vitória, Afonso Figueiredo, Alex Soares, Walterson e Franco

O jogo

O encontro não começou de feição ao Sporting que viu Luís Neto introduzir a bola na própria baliza logo aos dois minutos de jogo. No entanto, pouco depois, Pedro Gonçalves aproveitou uma defesa incompleta de Pasinato para empatar a partida.

O Sporting mostrou-se superior ao Moreirense durante todo o jogo, mas mostrou também, mais uma vez, dificuldades em enfrentar equipas que se apresentam com um bloco baixo. Apesar de terem mais bola e de atacarem mais, os leões deparavam-se com um setor defensivo adversário com muitos homens e esbarravam com o obstáculo que era a defesa do Moreirense.

Num jogo marcado pelo autogolo de Neto, os homens de Moreira de Cónegos estiveram muito perto de repetir a façanha do adversário quando Sporar cabeceou e acertou na barra. A bola bateu em Rosic e obrigou Pasinato a uma grande defesa em cima da linha de golo. Os homens da casa ainda reclamaram que a bola tinha chegado a entrar na baliza, mas o árbitro Vítor Ferreira mandou seguir.

No final da primeira parte o encontro continuava empatado a duas bolas depois de uma grande capacidade do Moreirense em segurar o resultado com unhas e dentes. Já a segunda parte trouxe um novo ânimo ao Sporting. Aos 69 minutos, Alvalade esteve perto de assistir a um golaço de Pote, que lançou um remate colocado de fora da área, mas viu a bola acertar com estrondo na trave. No entanto, o jovem jogador do Sporting não desistiu e apenas seis minutos depois chegou ao golo.

Depois da reviravolta do Sporting, o Moreirense de César Peixoto viu-se obrigado a arriscar mais para enfrentar uma equipa leonina com mais bola e confortável no jogo de transição. Apesar disso, o Sporting não aproveitou os espaços e não chegou a incomodar muito mais Pasinato.

Já nos últimos vinte minutos de jogo, os leões mostraram ter problemas em ligar a zona de criação com a zona de finalização e, apesar das tentativas, não conseguiram chegar ao terceiro golo, condicionados pela organização defensiva do Moreirense. Os três pontos acabariam por ficar em Alvalade, com uma vitória justa do Sporting que se mostrou mais eficaz no jogo, apesar da noite desinspirada, frente a um Moreirense que depois de uma primeira parte de garra, jogou uma segunda parte sem ataque.

O melhor

Incontornavelmente, a figura do jogo voltou a ser o jovem Pedro Gonçalves. Com dois golos nesta receção ao Moreirense, Pote é o melhor marcador do campeonato nacional com mais três tentos que os adversários. Neste momento, Pedro Gonçalves tem nove golos na conta pessoal, em sete jogos pelo Sporting na I Liga.

O pior

Mal na fotografia ficaram Luís Neto, devido ao autogolo apontado logo nos momentos iniciais do jogo e que podia ter saído caro ao Sporting, e Pasinato que, apesar de ter feito várias defesas cruciais, facilitou no golo que deu a vitória aos leões.

O momento

O ponto alto do encontro em Alvalade aconteceu ao minuto 75 quando Galego tentou o corte mas acabou por entregar a bola a Pedro Gonçalves, que foi até à entrada da área e atirou a contar. Apesar da 'ajuda' de Pasinato no golo, este não deixou de ser fundamental para a vitória do Sporting.

As reações

Rúben Amorim: "A equipa é jovem, precisamos de ter calma"

Pedro Gonçalves: "O que é que tem comido ao pequeno-almoço? Nem eu sei!"

César Peixoto: "Fizemos o Sporting sofrer"

Afonso Figueiredo: "Viemos disputar os três pontos e o resultado podia ter sido diferente"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.