Há exatamente 14 anos, decorria o dia 22 de setembro de 2006, o Benfica inaugurou a academia que classifica como "a menina dos olhos de Luís Filipe Vieira". Na 'News Benfica' desta terça-feira, os encarnados assinalaram o aniversário do Benfica Campus.

"Desde o ano 2000 – aquando do lançamento simbólico da primeira pedra no projeto – há um conceito que permanece inalterado… "Formar a Ganhar" continua a ser ideia-chave do Benfica Campus, que, em 14 anos, já deu tantos frutos. "Fábrica de Talentos", "Mina de Diamantes", "Mina de Ouro", "Máquina de criar jogadores"… já foi apelidado de tudo pela Imprensa internacional, e a verdade é que tem feito jus aos elogios", pode ler-se na newsletter do Benfica.

A verdade é que em 14 anos muitos foram os jogadores que passaram pelo complexo de formação e treino de futebol do Benfica, no Seixal, e que atualmente vingam no futebol nacional e internacional. No dia do 14º aniversário, recorde 14 jogadores que se formaram no Benfica Campus e que dão cartas lá fora, na galeria abaixo.

-

Inaugurado em 2006, o Benfica Campus e as suas pérolas começaram a ganhar mais visibilidade nos últimos anos. E, a verdade é que desde 2015, os encarnados já arrecadaram mais de 350 milhões de euros pela venda de jogadores formados no Seixal.

O caminho começou a ser aberto com Bernardo Silva. O jovem lisboeta, na altura com apenas 22 anos, trocou os ‘encarnados’ pelo Mónaco, em janeiro de 2015, por 15,75 milhões de euros.

Mais tarde, durante esse mesmo ano, foram três os jovens benfiquistas que abraçaram um novo desafio. João Cancelo e André Gomes trocaram o Benfica pelo Valência, por uma verba de 15 e 20 milhões de euros, respetivamente. Já Ivan Cavaleiro juntou-se a Bernardo Silva no Mónaco, também por 15 milhões de euros.

No verão de 2016, após uma época de afirmação nas 'águias', Renato Sanches garantiu a maior venda de um jogador da formação para os cofres ‘encarnados’, na altura. O médio português foi transferido para o Bayern de Munique por 35 milhões de euros.

Bernardo Silva assinala aniversário do Benfica Campus: "Dever de continuar a formar (e aproveitar!!) os melhores"
Bernardo Silva assinala aniversário do Benfica Campus: "Dever de continuar a formar (e aproveitar!!) os melhores"
Ver artigo

Seis meses depois foi a vez de Gonçalo Guedes deixar a Luz. O avançado, na altura de 20 anos, transferiu-se para o Paris Saint-Germain, num negócio de 30 milhões de euros. No mesmo mercado, o Manchester United oficializou a contratação de Victor Lindelof por 35 milhões de euros. Mas o Benfica não ficou por aqui e vendeu ainda Hélder Costa ao Wolverhampton por 15 milhões de euros.

Já no verão de 2017, Nélson Semedo saiu do Benfica para o Barcelona a troco de 30 milhões de euros. Enquanto o ano passado, os encarnados venderam apenas João Carvalho ao Nottingham Forest, do segundo escalão inglês de futebol, por 15 milhões de euros.

Mas, a maior venda do Benfica é a de João Félix, que foi vendido pelos encarnados ao Atlético de Madrid por 126 milhões de euros, na maior transferência de sempre do futebol português e uma das mais caras a nível mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.